A Justiça francesa condenou nesta segunda Rolland Courbis, ex-treinador do Olympique de Marselha, a dois anos de prisão por cumplicidade no abuso de bens sociais do clube. O técnico participou do esquema irregular de transferências de jogadores entre os anos de 1997 e 1999. Além disso, ele está proibido de exercer a profissão por cinco anos.

Outros envolvidos também foram condenados. Robert Louis-Dreyfus, acionista majoritário do OM, pegará de três a quatro anos de prisão, por abuso de bens sociais. Licio D´Onofrio, ex-agente de jogadores e hoje dirigente do Standard, ficará um ano preso e outro suspenso. Ambos podem recorrer da decisão.

No escândalo, houve irregularidades na negociação de 15 jogadores entre os referidos anos. Houve uma ‘maquiagem’ nos valores das transferências que renderam chr(128) 22 milhões