O Chelsea entra em campo nesta quarta-feira pela Premier League ainda sonhando com uma vaga na Champions League. O time está a dois pontos do Tottenham, que também joga com o Newcastle. Os Blues são o pior ataque dos seis primeiros colocados, com 61 gols marcados em 36 jogos. O melhor é o Manchester City, com 102; seguido pelo Liverpool com 80; Arsenal com 72; Tottenham com 68 e Manchester United com 67. Para Cesc Fàbregas, um dos problemas que fez o time marcar menos gols e ganhar menos pontos foi a falta de precisão no ataque.

LEIA TAMBÉM: A gênese de uma lenda: há 20 anos, Larsson ajudou o Celtic a impedir décimo título seguido do Rangers

“Nós estamos aproveitando as chances porque nós estamos vencendo e isso é o mais importante. Eu acho que defensivamente também nós estamos conseguindo manter jogos sem sofrer gols”, analisou o espanhol.

“O maior arrependimento nesta temporada é no ataque, não aproveitar as oportunidades. Nós tivemos muitas, muitas chances de marcar nos jogos, para vencer jogos que não vencemos”, afirmou Fàbregas. “Nós poderíamos ter vencido mais se nós tivéssemos sido mais precisos e esta foi a nossa principal fraqueza na temporada”.

A maior contratação da temporada do Chelsea foi um atacante: Álvaro Morata chegou com pompa do Real Madrid por € 66 milhões. Recebeu a camisa 9 e chegou para ser o centroavante do time, titular. Entre lesões e má fase, o espanhol perdeu espaço e, tão perto do fim da temporada, dá para dizer que decepcionou. São 45 jogos disputados e 15 gols marcados.

Com o desempenho abaixo do esperado, Olivier Giroud foi contratado no mercado de transferências de janeiro por € 17 milhões. E o francês ganhou espaço e tem jogado mais que Morata. Foi, inclusive, o autor do gol da vitória crucial contra o Liverpool, no último fim de semana, que mantém o time na expectativa de tentar chegar à Champions League.

“Oli está nos ajudando muito em certas coisas que talvez estivessem faltando. O mais importante é que ele está marcando grandes gols que é o que nós queremos, especialmente eu como meio-campista. Isso é o que nós queremos, atacantes que aproveitem suas chances e façam o time ganhar pontos”, afirmou o jogador.

“Nós não fizemos algo bom o bastante para tentar manter o título. É verdade que nós esperávamos fazer algo melhor. A realidade é que até o meio de janeiro, nós estávamos bem, em uma posição forte em basicamente todas as competições. Mas o Manchester City foi a outro nível neste ano. Eles estão jogando muito bem. Eles não deram chance, do mesmo modo que não demos chance a ninguém no ano passado”, analisou Fàbregas.

“Parabéns para eles e na próxima temporada nós temos que garantir que nós voltemos mais fortes”, declarou ainda o meio-campista espanhol, que, assim como Morata, busca um lugar no grupo de Julian Lopetegui para ir à Copa. E Fàbregas alertou o Manchester City. “Eu nunca disse que eles são invencíveis. No próximo ano será diferente”.

Atual campeão, o Chelsea deu indicativo que nem chegaria à Champions League. Mas com 69 pontos, o time está a apenas dois do Tottenham, quarto colocado. Os dois times têm 36 jogos e duas partidas pela frente. O Chelsea enfrenta o Huddersfield nesta quarta-feira e depois visita o Newcastle. O Tottenham recebe o Newcastle e depois o Leicester.

NA TV

Chelsea x Huddersfield
Quarta, 15h35 – ESPN Brasil

Tottenham x Newcastle
Quarta, 15h50 – ESPN Extra