O Peru está há 36 anos sem jogar a Copa do Mundo, mas tirará o atraso em 2018, na Rússia. Entre os jogadores mais marcantes da geração peruana, Jefferson Farfán, 33 anos, é um dos ícones do futebol do país. E depois da vitória por 2 a 0 sobre a Croácia na última sexta-feira, o atacante se mostrou empolgado com o que o time pode fazer no Mundial.

LEIA TAMBÉM: Peru fez um jogo de Copa do Mundo em Miami contra a Croácia, enlouquecendo a torcida

“Pelo que mostramos, consideramos que estamos a par das equipes europeias e esperamos seguir assim”, avaliou Farfán, depois da vitória contra a Croácia. Os peruanos jogaram em Miami, no Hard Rock Stadium, mas foi como se estivessem em casa.

“Sentemos que estamos em Lima, foi incrível o apoio da torcida. Em qualquer parte do mundo, sempre estão nos apoiando. Isso é muito gratificante”, continuou o atacante do Lokomotiv Moscou. “Esta foi uma partida com a maio das exigências, como seguramente jogaremos na Copa”.

“Não fizemos uma boa partida e por isso perdemos para o Peru”, analisou o meio-campista croata Luka Modric, do Real Madrid. Capitão da Croácia, faltou estar no seu melhor ao time europeu para igualar a partida, dizendo que o jogo coletivo do Peru acabou por fazer diferença.

“É um aviso para nós se não estamos 100%. Temos que estamos juntos, se não dermos tudo na partida, é muito difícil jogar contra qualquer equipe”, continuou o camisa 10 croata. “Quando não entra bem em uma partida, logo custa um pouco voltar ao nível. Nós tentamos, mas não era o nosso dia”.

“Temos que fazer uma boa partida contra o México. Não podemos voltar loucos e pensar que tudo de bom que fizemos nas últimas partidas com um treinador novo agora é ruim”, continuou.

O treinador do Peru, o argentino Ricardo Gareca, também elogiou a equipe. “Estou muito contente com o que entregaram os rapazes. Acredito que vai nos servir muito este tipo de esforço. Em linhas gerais, a idéia é tratar de ir corrigindo os erros. Somos capazes e demonstramos que podemos fazer as coisas. Há muitas coisas para melhorar”, analisou o argentino.

“O caminho é complicado, mas a ideia é ser uma seleção competitiva. Temos o convencimento da capacidade dos nossos jogadores. Podemos seguir crescendo como equipe. É uma grande responsabilidade não decepcionar as pessoas”, disse ainda Gareca.

Farfán foi um dos principais jogadores do Peru nas Eliminatórias, sendo crucial para a classificação no jogo de volta contra a Nova Zelândia, na repescagem. Além dele, são destaques do Peru Paolo Guerrero, capitão do time e suspenso até maio, Christian Cueva, Renato Tapia e Edison Flores.

O Peru volta a campo nesta terça para jogar contra a Islândia, também nos Estados Unidos, na Red Bull Arena, em Nova Jersey. Já com o elenco que vai à Copa, o Peru fará amistosos contra a Escócia, no dia 28 de maio, contra a Arábia Saudita, no dia 2 de junho, e finalmente contra a Suécia, no dia 9 de junho.

O Peru está no Grupo C da Copa do Mundo, junto com França, Dinamarca e Austrália. O Peru estreia no Mundial no dia 16 de junho contra a Dinamarca, na Arena Mordovia, em Saransk.