Felipão continua o mesmo. Ganha tudo o que disputa, ou quase, mas sempre há uma polêmica a sua volta. Depois da magra vitória sobre Liechtenstein, que classificou a seleção portuguesa para a segunda copa consecutiva pela segunda vez na história, a discussão é: Scolari fica depois do Mundial ou não?

De acordo com as agências de notícias, o presidente da Federação Portuguesa, Gilberto Madaíl, já adiantou que não. Disse que, se for mal, sai, mas se for bem não há como segurá-lo. Os jornais portugueses dizem em suas edições de ontem e hoje que Felipão está magoado por causa de críticas que Madaíl fez à equipe depois da partida.

Dizem ainda que o brasileiro rejeitou algumas propostas financeiramente melhores que a de Portugal, como uma do Real Madrid, e que esperava mais apoio da federação. O fato é que Scolari chegou a um vice-campeonato na Euro-2004, e conseguiu o objetivo de levar Portugal à Alemanha. Mas também é fato que ganha um salário elevado. E que José Mourinho, português técnico do Chelsea, está de olho em sua cadeira, embora diga que só daqui a alguns anos.