James Rodríguez chegou ao Bayern de Munique em julho de 2017, em um contrato de empréstimo de dois anos do Real Madrid. O meia, de 26 anos, foi destaque na Copa do Mundo de 2014 e foi para o Real Madrid, mas não vinha sendo muito aproveitado por Zinedine Zidane no clube merengue. No Bayern, começou a temporada devagar com o técnico Carlo Ancelotti, mas desde a saída do italiano e a chegada de Jupp Heynckes, o colombiano, que veste a camisa 11 no clube, se tornou destaque.

LEIA TAMBÉM: Para Olaf Thon, o melhor nome para comandar o Bayern é Jürgen Klopp

“Nós estamos completamente felizes com seu desenvolvimento, especialmente desde que Jupp Heynckes se tornou técnico”, afirmou Karl-Heinz Rummenigge, diretor executivo do Bayern. “Foi uma transferência muito boa e nós temos que agradecer Ancelotti por isso”.

A atuação de destaque de James Rodríguez na demolição do Bayern sobre o Borussia Dortmund no fim de semana, vitória por 6 a 0, aumentou a convicção dos dirigentes em contratá-lo em definitivo. Com o gol que marcou contra o rival no fim de semana, ele marcou um gol e deu outros dois passes. James chegou a cinco gols e nove assistências nos seus 18 jogos pela Bundesliga na temporada.

As boas atuações não irão aumentar o preço de James Rodríguez, já que o contrato de empréstimo com o Real Madrid, que tem duração de dois anos, tem uma cláusula de compra fixada em € 42 milhões. “Não há pressa”, afirmou Rummenigge. “Nós temos condições muito claras em termos de contrato. Nós temos um acordo de dois anos de empréstimos e uma opção de compra de € 42 milhões que nós podemos aproveitar”.

Com o mercado inflacionado especialmente pela venda de Neymar em agosto de 2017, custando € 222 milhões para deixar o Barcelona e ir ao Paris Saint-Germain e, com o desempenho de James, o seu preço poderia voltar a um patamar parecido com aquele que o Real Madrid pagou por ele ou mesmo mais. Em 2014, o Real Madrid pagou € 75 milhões para tirar o colombiano do Monaco.

James Rodríguez está empolgado com a vida no Bayern e acredita no título da Champions League. “Nós podemos vencer. Por que não? Eu acho que é algo que nós podemos pensar, algo que nós precisamos pensar juntos, em sintonia. O clube não foi capaz de ganhar nos últimos anos e eu acredito que este ano nós podemos sonhar com isso”, afirmou o colombiano.

James deve assinar em definitivo com o Bayern, mas ainda não se sabe qual será o destino de Franck Ribéry e Arjen Robben, que têm contratos que vencem em junho. Ribéry chegou em 2007 ao clube e fará 35 anos no próximo sábado, enquanto Robben tem 34 anos e foi contratado em 2009.

“Às vezes você precisa sentar em paz e com tranquilidade para discutir as coisas seriamente. Isso é o que faremos”, afirmou Rummenigge. “Não há nenhum problema. Nós sabemos que eles são ambos grandes jogadores com quem nós tivemos incrível sucesso na última década. Os dois possuem um grande status no Bayern de Munique”.

O Bayern terá muitas decisões a tomar ao longo dos próximos meses. Jupp Heynckes já afirmou que irá se aposentar e o clube já sabe que precisa buscar um novo nome para o cargo de técnico. Thomas Tuchel parece descartado neste momento. E o clube precisará decidir o que fazer com Robben e Ribéry, dois jogadores que são ídolos e possuem uma história vitoriosa no clube. Alguns torcedores preferiam ver uma reformulação do elenco, incluindo aí a saída dos dois veteranos.