Em um fim de semana de Champions League, boa parte da cidade de Munique estava preocupada com outro jogo. Não se tratava do Bayern jogando alguma partida importante. Nem sequer de um jogo de primeira divisão. O Munique 1860 deu o seu primeiro passo na escalada de volta à primeira divisão. O clube de Munique teve graves problemas financeiros, abriu falência e teve que recomeçar a sua trajetória na Regionalliga, equivalente à quarta divisão. E neste domingo, o time deu o primeiro passo na retomada: empatou por 2 a 2 com o Saarbrücken, depois de vencer o jogo de ida por 3 a 2, e garantiu o acesso à terceira divisão do país. A classificação, porém, veio com muito suor e muita emoção.

LEIA TAMBÉM: O Hamburgo ganha alento à segundona: um de seus protagonistas decidiu ficar

A partida neste domingo foi no Grünwalder Stadion, em Munique, que estava lotado, cerca de 12.500 pessoas, estádio lotado. A torcida fez uma enorme festa de fogos, sinalizadores e bandeiras. O clima era totalmente favorável, mas o time da casa saiu perdendo. Aos 33 minutos, o Saarbrücken marcou 1 a 0 com um gol contra de Jan Mauersberger. No segundo tempo, a situação ficou pior: aos 13 minutos, Sebastian Jacob ampliou o placar para 2 a 0. Com o resultado, quem subiria seria o Saarsbrücken.

A reação começou com Sascha Mölders, de pênalti, aos 21 minutos. Já na reta final do jogo, aos 37 minutos, veio o gol de empate de Simon Seferings, que igualou o placar e colocou o time da casa em vantagem na eliminatória. O placar de 2 a 2 garantiu o acesso do time azul de Munique à terceira divisão, a primeira completamente profissional.

Após o fim do jogo, a torcida invadiu o gramado para comemorar. Os jogadores comemoraram muito e, fazendo jus à tradição no país e, especificamente, na Baviera, tomaram generosos copos de cerveja para celebrar. Depois, fizeram a festa em um palco com os torcedores no estádio. A equipe de Munique estará na terceira divisão e terá a companhia de outros dois times.

Os problemas financeiros

No dia 30 maio de 2017, o Munique 1860 foi rebaixado da segunda para a terceira divisão, mesmo diante de uma multidão de 62 mil torcedores na Allianz Arena. A torcida se revoltou com a derrota por 2 a 0 para o Jahn Regensburg, produzindo as famosas cenas lamentáveis.

Em junho, cheio de problemas financeiros, o clube se viu proibido de jogar a terceira divisão. Isso porque o clube não conseguiu licença para atuar na terceira divisão e teve que recomeçar na quarta divisão, que é amadora. No início do mês, o time conquistou o seu grupo e ganhou vaga nos playoffs.

Com a vaga na terceira divisão, o Munique 1860 ao menos volta a uma liga que é completamente profissional. Na terceira divisão, o Munique 1860 terá a companhia de outro clube muito tradicional do país: o Kaisterslautern, que foi rebaixado da segunda divisão.

Cobrança de pênalti de Sascha Mölders, que marcou o 2 a 1 (Foto: Munique 1860)

Jogadores do Munique 1860 comemoram (Foto: Munique 1860)

Jogadores do Munique 1860 comemoram (Foto: Munique 1860)

Torcida do 1860 invade o gramado para comemorar (Foto: Munique 1860)

Jogador do Munique 1860 comemora acesso com cerveja (Foto: Munique 1860)

 

Jogadores e torcida do Munique 1860 comemoram (Foto: Munique 1860)

Energie Cottbus também sobe

A Regionalliga, quarto nível no futebol da Alemanha, é disputada em cinco grupos regionais. O campeão de cada um deles (e o segundo colocado também no caso da liga Sudoeste) disputa jogos eliminatórios em busca das três vagas na terceira divisão. Além do 1860 Munique, quem também subiu foi o Energie Cottbus, que venceu o Weiche Flensburg no placar agregado, com 3 a 2 no jogo de ida e 0 a 0 na volta.

O último dos três clubes a subir deve ser o Uerdingen. Depois de vencer o Waldhof Mannheim por 1 a 0 em casa, o time vencia novamente o duelo por 2 a 1, mesmo na casa do adversário. O jogo foi interrompido por causa de atos da torcida do Waldhof Mannheim, que atiou bombas de fumaça. O jogo foi interrompido aos 37 minutos do segundo tempo. Os 24 mil torcedores presentes no Carl Benz Stadium acabaram não vendo o fim de um jogo bastante quente. É provável que a DFB (a federação alemã) confirme o acesso do Uerdingen.