Quando o Barcelona foi punido e proibido de contratar nas próximas duas janelas de transferências, muitos imaginaram que quando o time da Catalunha recorresse, teria a punição reduzida. Não foi o que aconteceu. Nesta quarta-feira, a Fifa confirmou a punição ao clube, que se relaciona com a contratação irregular de jogadores de fora da união europeia. Segundo informado pela entidade que gere o futebol mundial, 10 jogadores estão envolvidos.

LEIA TAMBÉM: Barcelona terá que mostrar que La Masía é mesmo boa após ser proibido de contratar por um ano

A punição tinha sido decidida em abril, o que implicaria que o clube não poderia contratar nesta temporada. Como o clube recorreu, a decisão foi suspensa até que um novo julgamento fosse feito e permitiu que o clube continuasse contratando nesta janela. Com isso, o Barcelona contratou seis jogadores: Luís Suárez, Jérémy Mathieu, Ivan Rakitic, Marc-André Ter Stegen, Claudio Bravo e Thomas Vermaelen. Além deles, subiu Jordi Masip nas categorias de base e trouxe de volta de empréstimo Rafinha.

Com a punição sendo mantida, é provável que o clube até corra atrás de mais contratações até o fim da janela, no dia 31 de agosto (estre ano estendida até o dia 2 de setembro, excepcionalmente). O Barcelona irá recorrer de decisão no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), entidade máxima para recorrer sobre decisões esportivas. Caso a punição seja mantida, o clube não poderá contratar na janela de janeiro de 2015, chamada na Europa de janela de inverno, e nem na janela de julho e agosto de 2015, chamada de mercado de inverno.

Será que a Fifa quer mandar um recado contra o aliciamento de jogadores? É o que parece.

foother_patrocinado