Ex-chefe de segurança da Fifa, Chris Eaton, afirmou que a entidade internacional investigou a partida entre Nigéria e Grécia, pela Copa do Mundo de 2010, após serem levantadas suspeitas de que o resultado do confronto foi manipulado. O jogo, válido pela segunda rodada do Grupo B, terminou com vitória dos gregos por 2 a 1. Ambas as seleções acabaram eliminadas na primeira fase do torneio.

“Um dos árbitros ouvidos pela Fifa disse que era a única pessoa honesta nos vestiários. Quantos juízes internacionais existem nos quadros da entidade? São centenas. Além disso, temos um número de clubes e federações que estão sendo ativamente investigados atualmente, para saber até que ponto chega a infiltração criminal em seus processos internos”, declarou Eaton, em entrevista ao Channel 4 News.

O ex-funcionário revelou que a unidade anticorrupção da Fifa investigou ao menos uma federação por ligação com o caso. Eaton também alegou que um jogador que atua no futebol inglês foi ouvido sobre o assunto.

Em nota oficial, a Fifa negou que tenha conduzido qualquer investigação. Caso as afirmações de Eaton sejam reais, esta seria a primeira partida em Copas do Mundo a ser colocada sob suspeita por manipulação de resultados.