Desde 2011, quando o Hamburgo visita o Bayern, em Munique, pelo Campeonato Alemão, as coisas não costumam correr muito bem. Eram sete derrotas com placares muito cruéis, de até 8 a 0 (duas vezes) ou 9 a 2. Agora, são oito derrotas, com outro placar cruel. Neste sábado, o clube que está muito próximo de perder o orgulho de ser o único a disputar todas as edições da Bundesliga foi humilhado pelos bávaros, por 6 a 0, com uma facilidade assustadora.

LEIA MAIS: Heynckes: “Thomas Tuchel tem qualidade para ser técnico do Bayern”

Contando todas as competições e geografias, o Hamburgo não vence o Bayern desde 2009. Neste período, conseguiu apenas três empates. Perdeu todos os outros 17 jogos. Em Munique, pela Bundesliga, levou 50 gols e marcou apenas três nas últimas oito partidas. Tornou-se um freguês de carteirinha do adversário com o qual travou uma grande rivalidade no final dos anos setenta e início dos oitenta.

Atualmente, não poderiam estar mais distantes. O Bayern caminha para ser campeão em março. Pode inclusive selar o título na próxima rodada, se derrotar o RB Leipzig, fora de casa, e o Schalke 04 tropeçar contra o Wolfsburg, também longe de seus domínios. Já o Hamburgo, penúltimo colocado, pode cair para a lanterna se o Colônia ganhar do Werder Bremen, na próxima segunda-feira.

O passeio bávaro começou muito cedo. Logo aos 8 minutos, Ribéry recolheu um carrinho para trás da defesa do Hamburgo, driblou o goleiro Mathenia e fez 1 a 0. Lewandowski ampliou de cabeça e fez 3 a 0 completando o cruzamento de Alaba. Ainda estávamos aos 18 do primeiro tempo. No começo do segundo, Robben pegou o rebote da zaga na entrada da área e marcou o quarto.

Aos 35 minutos, Ribéry fez um golaço. Saiu da ponta esquerda, passou por três adversários, entrou na área e bateu com categoria para fazer o quinto. A situação ainda não estava ruim o bastante para o Hamburgo, que cometeu dois pênaltis nos minutos finais. Lewandowski desperdiçou o primeiro, mas anotou o segundo para selar o atropelamento do Bayern de Munique: 6 a 0.

.