Sobraram lamentações para todos os lados depois do empate entre Rangers e Villarreal, no primeiro jogo das oitavas-de-final da Liga dos Campeões. O Submarino Amarelo acredita que poderia ter saído com um triunfo da Escócia, enquanto os donos da casa perderam Dado Prso, suspenso, para o jogo de volta.

Apesar do empate em casa, o técnico Alex McLeish elogiou a recuperação da equipe. “Os esforços foram fantásticos. Podemos jogar melhor, mas o espírito, determinação e paixão estiveram presentes. Jogamos contra um time muito bom e deu para perceber a diferença que Riquelme faz. Ele tem uma classe diferente”, elogiou.

McLeish lamentou o fato de não poder contar com Dado Prso para a partida de volta. O croata recebeu um cartão amarelo por colocar a mão na bola e está suspenso. “Ele tem sido um talismã para o clube. Mas jogamos contra o Porto sem Prso e outros dez jogadores e voltamos com um empate. Jogamos nove partidas na LC e ainda estamos vivos”, salientou.

Pellegrini considerou o empate como um resultado interessante, mas esperava ter feito melhor. “Creio que minha equipe tenha feito uma boa partida em todos os aspectos, tanto no lado ofensivo como no defensivo. Obtivemos um resultado que não é ruim, mas nos decepcionou pela maneira como foi construído”, analisou.

O treinador acredita que o Villarreal deveria ter saído com a vitória em Ibrox. “Penso que o time tenha reencontrado o caminho das oportunidades e, se tivéssemos um pouco mais de sorte, o resultado seria mais amplo”, destacou.

Já Forlán não se contentou muito com o empate. “Ficamos um pouco desapontados porque jogamos melhor e dominamos a partida. Ainda há 90 minutos pela frente e será bem difícil. O Rangers procurará a vitória e isto dificultará o nosso trabalho”, disse o atacante.