Dennis Bergkamp é, definitivamente, uma lenda do Arsenal. O atacante foi fundamental em um dos momentos mais vitoriosos dos Gunners. Chegou ao clube em 1995 e contribuiu bastante para a transformação vivida sob o comando de Arsène Wenger. Conquistou três Premier League e quatro Copas da Inglaterra – se aposentando quando o jejum de títulos durava apenas uma temporada, e não oito, como agora. E, tão importante quanto os 423 jogos ou os 120 gols com a camisa alvirrubra, era a classe que o holandês adicionava ao time, com seus lances de efeito e gols sensacionais.

Se quisessem se lembrar de Bergkamp, os torcedores do Arsenal não precisariam forçar muito a memória. Mas, a partir de agora, só precisam olhar para a entrada do Estádio Emirates. O atacante foi eternizado em uma estátua de bronze, assim como já tinham sido Thierry Henry, Tony Adams e Herbert Chapman. A obra de arte foi esculpida à fidelidade de um lindo domínio de bola do craque contra o Newcastle, conforme a foto aí a baixo. Uma excelente cena para retratar a elegância do holandês.

“Eu estou honrado e o dia de hoje me faz muito orgulhoso. É ótimo voltar e ver todos no Arsenal de novo. Todos sabem como eu amo o Arsenal e tive uma grande passagem pelo clube. Os torcedores, os funcionários e os companheiros eram fantásticos. O time também era muito bom e tivemos sucesso durante anos. Para mim e para minha família, foi um importante e proveitoso período de nossas vidas. É um momento especial para voltar e ser homenageado dessa maneira”, declarou. Mais bela do que as estátuas, só mesmo as jogadas de Bergkamp com a camisa do Arsenal:

bergkamp

bergkampnewcastleflick_576x324

E, para não ficar totalmente na saudade, um vídeo com as genialidades do holandês: