Depois de perder para a Argentina por 2 a 0, Freddy Ternero anunciou hoje que ficará no comando da seleção peruana somente até o dia 15 de outubro. O argentino Carlos Picerni assumirá o posto.

Ternero afirmou que, para a partida de ontem, preferiu “dar oportunidade para os jogadores mais jovens”. Além disso, achou que “foi um bom trabalho”. O atual treinador da seleção lamentou as críticas pesadas da imprensa peruana sobre seu desempenho. “Meu substituto terá de lidar com isso, além de ter atenção especial com o lado disciplinar e profissional”, completou.

Picerni chefia atualmente a unidade técnica de menores da federação peruana e foi recomendado pelo técnico Marcelo Bielsa.