Outras jovens promessas que, assim como Odegaard, custaram milhões muito cedo

22 de Janeiro de 2015 às 18:18




A maior novela do mercado de transferências nas últimas semanas, enfim, teve o seu desfecho. E não se trata de nenhum jogador consagrado. Martin Odegaard causou tanto impacto no Stromsgodset, que mereceu uma convocação à seleção norueguesa aos 15 anos. Poucos dias depois de completar 16, foi eleito o melhor jogador do país em 2014. E, diante de tanta badalação, gerou interesse de vários gigantes europeus. Após ser convencido por Zidane, Cristiano Ronaldo e Ancelotti, o prodígio assinou com o Real Madrid.

Odegaard ainda tem muito a atravessar. O garoto se juntará ao Real Madrid Castilla, no qual será treinado por Zidane e poderá se desenvolver. Os merengues estão certos de não acelerarem etapas com o meia-atacante. Por mais que ele já brilhasse no Norueguesão, com lindos dribles e passes espetaculares, ele precisará amadurecer bastante. Após tanta repercussão que seu nome gerou, Odegaard será cobrado para se tornar um craque. Terá, antes, que driblar o destino fracassado de outras tantas promessas como ele, a exemplo de Freddy Adu ou Bojan Krkic.

Em seu discurso na apresentação, pelo menos, Odegaard mantém os pés no chão: “Minha meta é me converter no melhor jogador possível. Não é importante se jogo na primeira ou na segunda equipe. Ter um time B do nível do Castilla e um treinador como Ancelotti também foi importante na minha decisão. Não sinto pressão. É muito distinto jogar no Real Madrid, em comparação com o meu clube anterior. Tentarei aproveitar o máximo deste sonho. Tenho treinado muitíssimo”.

O fato é que Odegaard saiu mais barato aos merengues do que se supunha. Alguns veículos chegaram a exagerar a transferência em € 30 milhões. Segundo os diários As e Marca, porém, o negócio deverá custar entre € 2,3 a 3,4 milhões para o Real Madrid, dependendo das metas que o novato cumprirá ao longo dos próximos meses. De qualquer forma, o salário da promessa é digno de estrela do primeiro time, estimado em € 5 milhões anuais pelo Daily Mail.

Mesmo somando os dois valores, Odegaard não será o jogador mais caro em sua idade. Abaixo, relembramos os 15 prodígios sub-17 mais caros da história do mercado de transferências. Muitos deles conseguiram vingar no futebol. Só não dá para dizer, entretanto, que sempre compensaram o montante pago na aposta inicial:

Os comentários estão desativados.