As frequentes goleadas colocam o Napoli como principal candidato a desafiar o reinado da Juventus na Serie A. Neste sábado, entretanto, os celestes tiveram que demonstrar uma virtude diferente para conquistar os três pontos e manter os 100% de aproveitamento. O poder de reação do time de Maurizio Sarri foi fundamental na vitória sobre a recém-promovida Spal. Os novatos jogavam em casa e chegaram a abrir o placar no Estádio Paolo Mazza, além de buscarem o empate depois que os visitantes viraram no segundo tempo. Contudo, está longe de ser fácil a missão de segurar o potente ataque napolitano. Aos 38 do segundo tempo, os líderes arrancaram o triunfo por 3 a 2.

A Spal provou que não seria mera espectadora aos 13 minutos, quando Pasquale Schiattarella abriu o placar em chute no cantinho. O Napoli não demorou a responder, com Lorenzo Insigne. No segundo tempo, coube a José Callejón decretar a virada, já aos 26 minutos. A vantagem não duraria tanto: aos 33, Federico Viviani deixou tudo igual novamente, cobrando falta. Até que os celestes buscassem o resultado positivo aos 38, em grande jogada de Faouzi Ghoulam. O lateral avançou pela esquerda e bateu cruzado, vencendo o goleiro Alfred Gomis. Ao final, os napolitanos ainda lamentariam nova lesão de Arkadiusz Milik, sentindo o joelho.

Nome pouco lembrado deste Napoli, Ghoulam vem se destacando no início da temporada. O lateral esquerdo já tinha marcado um gol contra o Verona e dado duas assistências na goleada sobre o Benevento, no último final de semana. Desta vez, além de decidir nos minutos finais, ainda foi o responsável pelo cruzamento no gol de José Callejón. Oferece mais três pontos à sua equipe.

Liderando a Serie A com 18 pontos, ao lado da Juventus, o Napoli se preocupa agora com a Liga dos Campeões. O tropeço diante do Shakhtar Donetsk na primeira rodada já custou caro. Nesta terça, o compromisso será diante do Feyenoord, no Estádio San Paolo. A vitória dos partenopei é fundamental.