Se Ryan Giggs quisesse anunciar hoje sua aposentadoria pelo Manchester United, talvez uma estátua do galês já estaria sendo erguida amanhã em Old Trafford. Ninguém ousa colocar questionar a representatividade do meia aos Red Devils. E ele insiste em prorrogar sua caminhada mítica no clube. Nesta terça, três dias depois de completar 22 anos de sua estreia como profissional, o veterano chegou à marca de 1000 partidas oficiais – 932 pelo United.

Giggs é, ao lado de Sir Alex Ferguson, símbolo de uma mudança vivida pelo clube ao longo dos últimos 20 anos. O meio-campista é um dos principais responsáveis pelo sucesso em campo, que, aliado ao crescimento comercial da Premier League, tornou o United uma das marcas mais fortes do globo. Não por menos, o galês conquistou com os Red Devils 33 títulos, mais do que os 32 ganhos nos 113 anos de história sem ele.

Giggs evolução final

Mais que um vencedor, Giggs é exemplo de profissionalismo. Mesmo sendo o jogador com maior número de jogos pelo United, nunca foi expulso com a camisa vermelha. Aos 39 anos, não esbanja a mesma vitalidade do início de carreira, mas continua em forma para correr os 90 minutos na meia-cancha. Nesta temporada, já são mais de 1300 minutos em campo. E suas marcas prometem se ampliar ainda mais, diante da renovação de seu contrato por mais um ano, pronto para se tornar o jogador mais velho a atuar pelo clube.

Além disso, Giggs permanece demonstrando a qualidade técnica que fez seu nome. Basta reparar no lançamento primoroso que fez a Van Persie no empate contra o West Ham pela Copa da Inglaterra, em janeiro. Ou o gol sobre o Everton, há duas semanas, dominando de canhota para tirar o marcador e finalizando de direita, no contrapé do goleiro. Contra o Real Madrid, na noite em que igualou Raúl como o jogador com mais aparições pela Liga dos Campeões, foi um dos melhores em campo, embora não tenha ficado com a classificação.

São 25 anos de serviços ao Manchester United, desde quando recebeu a visita de Ferguson em seu aniversário de 14 anos e deixou para trás o assédio do Manchester City. Uma lenda que se amplia a cada partida, agora com 1000 capítulos. E que, por mais alguns meses, proporcionará a admiração das testemunhas oculares de tamanha devoção.

Os números de Ryan Giggs

Pelo Manchester United: 932 jogos, 168 gols
Pela seleção de Gales: 64 jogos, 12 gols
Pela seleção do Reino Unido: 4 jogos, 1 gol

Primeiro vínculo com o Manchester United: 29 de novembro de 1987
Primeiro contrato profissional: 29 de novembro de 1990
Primeira partida: 2 de março de 1991, contra o Everton
Primeiro gol: 4 de maio de 1991, contra o Manchester City
Primeira convocação: 16 de outubro de 1991, contra a Alemanha
Primeira final: 19 de novembro de 1991, Supercopa Europeia contra o Estrela Vermelha
Centésima partida: 7 de agosto de 1993, contra o Arsenal
Centésimo gol: 23 de agosto de 2002, contra o Chelsea
Quingentésima partida: 19 de outubro de 2002, contra o Fulham
Última convocação: 2 de junho de 2007, contra a República Tcheca

Adversário mais comum – Arsenal, 48 partidas
Vítimas preferidas – Tottenham e Middlesbrough, 10 gols
Aparições em Old Trafford – 444 partidas
Aparições em competições continentais – 151 partidas

Progressão no Manchester United
1990/91 – 2 jogos, 1 gol
1991/92 – 51 jogos, 7 gols
1992/93 – 46 jogos, 11 gols
1993/94 – 58 jogos, 17 gols
1994/95 – 40 jogos, 4 gols
1995/96 – 44 jogos, 12 gols
1996/97 – 37 jogos, 5 gols
1997/98 – 37 jogos, 9 gols
1998/99 – 41 jogos, 10 gols
1999/00 – 44 jogos, 7 gols
2000/01 – 45 jogos, 7 gols
2001/02 – 40 jogos, 9 gols
2002/03 – 59 jogos, 14 gols
2003/04 – 47 jogos, 8 gols
2004/05 – 44 jogos, 8 gols
2005/06 – 37 jogos, 5 gols
2006/07 – 44 jogos, 6 gols
2007/08 – 43 jogos, 4 gols
2008/09 – 47 jogos, 4 gols
2009/10 – 32 jogos, 7 gols
2010/11 – 38 jogos, 4 gols
2011/12 – 33 jogos, 4 gols
2012/13 – 23 jogos, 5 gols

Títulos
- 12 Campeonatos Ingleses
- 4 Copas da Inglaterra
- 4 Copas da Liga Inglesa
- 8 Supercopas da Inglaterra
- 2 Ligas dos Campeões
- 1 Supercopa da Uefa
- 1 Mundial Interclubes
- 1 Mundial de Clubes

Premiações individuais
1 vez eleito o melhor jogador da Premier League (2008/09)
2 vezes eleito o melhor jovem da Premier League (1991/92 e 1992/93)
6 vezes eleito para o time do ano da Premier League
1 vez eleito melhor jogador do ano do Manchester United (1997/98)
Eleito para o time do século da Associação Profissional de Jogadores
Eleito para o time de 10 anos da Premier League
Eleito para o time de 20 anos da Premier League
Eleito para o time de 10 anos da Liga dos Campeões

Recordes
- Maior número de partidas pelo Manchester United: 932
- Maior número de títulos pelo Manchester United: 33
- Maior número de títulos na Premier League: 12
- Maior número de partidas na Premier League: 612
- Maior número de edições da Premier League: com 21
- Maior número de partidas pelo Manchester United: 144
- Maior número de edições da Liga dos Campeões marcando gols: 16
- Jogador mais velho a marcar um gol pela Liga dos Campeões: 37 anos e 289 dias

As transformações vividas nos últimos 22 anos

Maiores campeões do Campeonato Inglês
Em 1991: Liverpool (18), Arsenal (9), Manchester United (7)
Em 2013: Manchester United (19), Liverpool (18), Arsenal (13)

Maiores campeões da Copa da Inglaterra
Em 1991: Manchester United (7), Tottenham (7), Aston Villa (7)
Em 2013: Manchester United (11), Arsenal (10), Tottenham (8)

Maiores transferências do futebol
Em 1991: Roberto Baggio, comprado por £ 8 milhões pela Juventus
Em 2013: Cristiano Ronaldo, comprado por £ 80 milhões pelo Real Madrid

Capacidade de Old Trafford
Em 1991: 44 mil espectadores
Em 2013: 75 mil espectadores

Média de público do Manchester United
Em 1991: 42 mil espectadores
Em 2013: 75 mil espectadores

Salário de Giggs
Em 1991: £ 120 libras semanais
Em 2013: £ 75 mil libras semanais

As regras do futebol em 1991
- O goleiro podia segurar bolas recuadas com as mãos;
- Não existia área técnica;
- Os times só podiam fazer duas substituições por jogo;
- Jogadores sangrando não precisavam deixar o campo;
- O goleiro podia permanecer com a bola por mais de seis segundos;
- Carrinhos por trás não eram punidos necessariamente com expulsão;

A idade atual dos titulares do Manchester United na partida de estreia de Giggs e o que fazem hoje:

Les Sealey – teria 55 anos, faleceu de ataque cardíaco em 2001
Denis Irwin – 47 anos, trabalha na MUTV e é colunista do Sunday World
Lee Martin – 45 anos, trabalha na MUTV e com qualificação profissional de jovens
Gary Pallister– 47 anos, é diretor de operações do Darlington
Mal Donaghy – 55 anos, trabalha com inclusão social de deficientes através do futebol
Darren Ferguson – 41 anos, é técnico do Peterborough
Lee Sharpe – 41 anos, trabalha em um programa de caridade ligado ao futebol
Clayton Blackmore – 48 anos, é técnico do time sub-15 do Manchester United
Paul Ince – 45 anos, é técnico do Blackpool
Brian McClair – 49 anos, é diretor das categorias de base do Manchester United
Danny Wallace – 49 anos, trabalha em fundação que ajuda portadores da esclerose múltipla

A idade do elenco atual do Manchester United em 1991

Adolescentes: Paul Scholes, 16 anos; Rio Ferdinand, 12 anos
Crianças: Michael Carrick, 9 anos; Nemanja Vidic, 9 anos, Patrice Evra, 9 anos; Robin van Persie, 7 anos; Darren Fletcher, 7 anos; Anders Lindegaard, 6 anos; Ashley Young, 5 anos; Antonio Valencia, 5 anos; Wayne Rooney, 5 anos; Nani, 4 anos; Jonny Evans, 4 anos
Bebês: Anderson, 2 anos; Chicharito, 2 anos; Alexander Büttner, 2 anos; Shinji Kagawa, 1 ano; Tom Cleverley, 1 ano; Chris Smalling, 1 ano; Ben Amos, 11 meses; Rafael, 8 meses; David De Gea, 3 meses, Danny Welbeck, 3 meses
Em projeto: Phil Jones e Nick Powell

Ao lado, as figurinhas de Giggs nos álbuns do Campeonato Inglês desde a temporada 1991/92 (clique na imagem para ampliar). Fonte: www.oldschoolpanini.com

 


Os comentários estão fechados.