Aposentar o número da camisa de um jogador é algo relativamente frequente nos esportes americanos, mas o futebol começou a fazer isso com mais frequência nos últimos anos. O Milan aposentou a camisa 3 de Paolo Maldini, assim como sua rival Inter aposentou o mesmo número por causa de Giacinto Facchetti. Só que nem todos concordam com isso. Ryan Giggs, uma lenda do Manchester United, se aposentou na temporada passada e perguntaram a ele sobre aposentar o seu número. Ele não quer, e as razões que ele usou para o Manchester United valem para qualquer grande time do mundo.

LEIA TAMBÉM: Giggs parou de jogar, mas sua história no Manchester United ainda está longe do fim

Ao ser perguntado se queria ver o número 11 aposentado, a resposta de Giggs foi: “Não. Há obviamente casos especiais, mas isso depende mesmo do clube. Eu não acho que é certo para o Manchester United, onde constantemente ela é vestida por grandes jogadores”, afirmou o agora assistente técnico à MANUTV, canal de TV do clube. “Eu vesti a camisa sete em alguns jogos, quando as camisas eram numeradas de 1 a 11. Mas a 11 normalmente era vestida pelo ponta esquerda, então isso [vestir a camisa 11] apenas aconteceu [quando numeração fixa foi implantada na liga]”, justificou o jogador.

Esse é o grande ponto que vale a pena ser discutido por todos os grandes clubes que querem aposentar camisas. Giggs justifica que muitos grandes jogadores vestiram aquele número, porque até 1992, os times usavam numeração de 1 a 11 em todos os jogos. Foi só a partir da criação da Premier League que a numeração fixa foi introduzida. Então, em toda a história do clube até aquele ano, sempre alguém vestia a camisa 11 em todos os jogos. Por isso, muitos grandes jogadores usaram o número.

O mesmo vale se pensarmos no Milan, na Internazionale, ou qualquer outro clube que tenha importância. Imagine se o Santos resolve aposentar a camisa 10, porque ela foi usada por Pelé? No futebol, que tão tradicionalmente os números serviram por anos para designar também a posição do jogador, como lembrou Giggs, muitos jogadores sonham em vestir a camisa 10 do Santos, ou do Flamengo, que teve Zico.

LEIA TAMBÉM: Gols e dribles para comemorar os 40 anos de Giggs

Os grandes clubes teriam que aposentar praticamente todos os números de 1 a 11, porque todos tiveram grandes jogadores os vestindo. Pense no seu clube e em todos os ídolos e craques que já passaram por ele. Imagine se aqueles mais marcantes tivessem a camisa aposentada? O Flamengo poderia ter aposentado a camisa 10 que foi usada por Dida, um craque do time nos anos 1950, e Zico não teria usado o mítico número. Se o Corinthians tivesse aposentado a camisa 8 de Luizinho Poelgar, Baltazar jamais teria vestido o número no épico título Paulista de 1977, e Sócrates também não teria vestido esse número na democracia corinthiana. Os exemplos são muitos.

E a expectativa de ver quem usará o número de um grande craque que se foi é também grande. Quem vestirá a 11 no Manchester United? O próprio Giggs comentou. “Eu não pensei sobre quem vai vestir a camisa 11. É uma boa pergunta”, disse o galês. “Eles estão sob pressão, não estão?”, brincou. “Eu estou ansioso para ver quem vai usar e desejo a eles o melhor”.

VOCÊ PODE SE INTERESSAR TAMBÉM:

- Van Gaal tem o perfil ideal de que o Manchester United precisa no momento