Giovanni Moreno parece ser um jogador talentoso. Foi revelado pelo Envigado, da Colômbia, defendeu Atlético Nacional e o argentino Racing. Jogou o suficiente para ser comprado por uma boa quantia pelo chinês Shanghai Shenhua (R$ 15 milhões) e se tornou capitão do time de Sergio Batista, ex-treinador da seleção argentina. A sua principal capacidade, porém, parece ser a incrível habilidade ser brilhante e muito grosso em um mesmo lance.

LEIA MAIS: Transformaram a tabela da Bundesliga em cartaz de festival de rock

Foi contra o Shanghai Shenxin que ele deu um lindo drible usando os calcanhares, arrancou livre e tabelou com o companheiro. Mas quando recebeu de volta, cara a cara com o goleiro, simplesmente pisou nela, como se fosse um perna de pau. Logo em seguida, para sua sorte, lembrou que sabe jogar bola e teve técnica para fintar o goleiro e marcar o gol de letra. Ainda assim, um lance muito contraditório para a minha cabeça.