O Comitê de Competição da federação espanhola suspendeu Everton Giovanella por dois anos por doping. O resultado dos exames feitos pelo defensor do Celta após a partida contra o Pontevedra, na temporada passada, deu positivo para nandrolona, um tipo de esteróide usado para aumentar a massa muscular.

Porém, o cumprimento desta sanção pode se tornar impossível caso o jogador resolva apelar para a justiça ordinária. O processo duraria entre quatro e cinco anos. Giovanella acabou de completar 35 anos e renovou contrato por mais um com o Celta.

Giovanella recorrerá da decisão. O jogador defende a tese de que a produção de nandrolona foi endógena (ou seja, o próprio organismo do atleta produziu a substância), e não foi provocada pelo consumo de anabolizantes.