O técnico Frank Rijkaard apontou o gol de Ronaldinho, no primeiro tempo, após aproveitar cruzamento de Samuel Eto’o, como o momento decisivo de seu time na vitória por 2 a 0 sobre o Benfica. O resultado garantiu o Barcelona na semifinal da Liga dos Campeões.

“Sabíamos que, com o 0 a 0 do jogo de ida, teríamos de estar bastante concentrados para cumprir com nossas obrigações, já que o Benfica tem fama de jogar bem fora de casa”, afirmou o holandês. “Acho que tivemos essa tranqüilidade e marcamos logo o gol que fez a diferença”, disse Rijkaard, sobre o gol de Ronaldinho.

Rijkaard disse também que o pênalti perdido pelo brasileiro nos primeiros minutos de jogo não fez falta. “Acho que foi até bom não o termos convertido”, respondeu o técnico, quando questionado sobre uma suposta penalidade cometida por Thiago Motta, não marcada no jogo de ida. “Como não foi gol aqui, ficam elas por elas, já que nenhum dos dois lances afetou o resultado final do confronto.”

O adversário do Barça nas semifinais será o Milan, clube onde Rijkaard conquistou dois títulos da LC como jogador. “Não é a primeira vez que enfrento um ex-clube meu – nem como técnico, nem como jogador. Posso apenas dizer que será um confronto interessante, contra uma equipe muito forte.”

Na última edição da LC, os dois clubes se enfrentaram na primeira fase. Os italianos venceram em casa, por 1 a 0, e os catalães devolveram no Camp Nou, por 2 a 1. Tempos atrás, Rijkaard manifestou o interesse de um dia treinar o Milan. Para tanto, especulou-se até que ele tenha pedido para incluir uma cláusula em seu contrato que o libere da multa rescisória para o caso de ser convidado pelos ‘rossoneri’.