Um golaço brasileiro levou o Urawa Reds a selar a conquista da Liga dos Campeões da Ásia, neste sábado, em Saitama. Rafael Silva fez o único gol do jogo na vitória por 1 a 0 sobre o Al Hilal, da Arábia Saudita. Justamente 10 anos depois do seu primeiro título continental, em 2007, o clube volta a faturar a taça da Ásia. Com isso, um clube japonês volta ao topo do continente depois de nove anos. O último tinha sido o Gamba Osaka, em 2008.

LEIA TAMBÉM: 25 anos do título que transformou a seleção japonesa – e com tempero brasileiro

Os 57.727 torcedores presentes vibraram muito com o gol do brasileiro, marcado aos 43 minutos do segundo tempo, já no final. Depois do empate por 1 a 1 no jogo de ida, também com gol de Rafael Silva, os japoneses precisavam de qualquer vitória para ficar com a taça. Se o jogo terminasse em 0 a 0, o título também seria dos japoneses. Por isso, quando Rafael Silva balançou as redes aos 43 minutos, o título já estava ficando perto. O Al Hilal ainda poderia tentar levar para os pênaltis se empatasse o jogo por 1 a 1, mas não conseguiu.

Rafael Silva, herói do Urawa Reds (Photo by Etsuo Hara/Getty Images)

“É difícil traduzir a alegria em palavras”, afirmou Rafael Silva após o jogo, que se recuperou de lesão depois de se machucar no jogo de ida, na última semana. “Foi realmente difícil superar a lesão nesta semana. Apesar das dificuldades que todo mundo passou, eu estou muito satisfeito com tudo isso”, declarou ainda o jogador. “Nós estávamos 100% motivados e cheios de adrenalina e nossos torcedores nos empurarram, nós não seríamos capazes de conquistar este título sem eles”.

Com 25 anos, Rafael Silva foi formado pelo Coritiba, onde estreou em 2012. Nascido em Sâo Paulo, ele começou nas categorias de base do Corinthians, mas foi o Coxa que lhe deu chance de se tornar profissional. Foi logo vendido em 2013 para o Lugano, da Suíça, antes de desembarcar no Japão para atuar no Albirex Nigata, que defendeu de 2014 a 2016. Desde então, joga pelo Urawa Reds.

É o segundo título continental do Urawa Red Diamonds, também conhecido apenas como Urawa Reds. No título passado, há 10 anos, os brasileiros eram parte importante do time, com o zagueiro Nenê, o meia Robsonb Ponte e o centroavante Washington.

Yuki Abe, presente no título em 2007 e que marcou um dos gols da final naquela ocasião, está também no elenco campeão de 2017, já como veterano e capitão. Em 2007, ele era volante. Em 2017, zagueiro. Nos dois, campeão.

O Urawa Reds será o representante asiático no Mundial de Clubes, que será disputado nos Emirados Árabes. Os japoneses irão enfrentar o vencedor do duelo entre Auckland City, campeão da Oceania, contra o Al Jazira, campeão do país sede, os Emirados Árabes. O jogo será no dia 9 de dezembro. Quem vencer o jogo será o adversário do Real Madrid, na semifinal, no dia 13 de dezembro.