Yoann Gourcuff iludiu muita gente. O talentoso meio-campista pintou como o futuro maestro da seleção francesa – para alguns, até mesmo o substituto de Zinedine Zidane. Surgiu no Rennes, foi levado como promessa pelo Milan, esboçou sua recuperação no Bordeaux e vive sem o mesmo brilho no Lyon. Por falta de regularidade e também por problemas extracampo (é desafeto de Franck Ribéry), não joga pela seleção francesa desde 2012. Sorte dele que não apareceu na lista de Didier Deschamps para a Copa do Mundo, porque talvez fosse cortado pela lesão mais esdrúxula da história da competição.

>>> A França vem à Copa pouco badalada, mas com um time forte o suficiente para ir longe

Gourcuff perderá o resto dos treinos com o Lyon na temporada por ter sofrido uma lesão no tornozelo. Como? Enquanto passeava com o seu cachorro! O meio-campista virou o pé e permanecerá alguns dias em recuperação. É, inclusive, a quinta contusão que o francês sofre apenas em 2013/14, acumulando 29 partidas fora do time por isso.

Se quiser, Gourcuff tem bola para voltar à seleção francesa. Precisa se livrar da sonolência que costuma dominá-lo em muitas partidas. E, pelo visto, também do azar. Ao menos, ganhou férias antecipadas para curtir a Copa do Mundo de sua casa