A classificação inédita para a Copa rendeu bons frutos para os jogadores da Costa do Marfim. Em cerimônia solene realizada hoje no palácio da presidência, em Abidjan, cada atleta e membro da comissão técnica recebeu uma casa no valor de € 45 mil.

Além disso, eles foram condecorados como cavaleiros da ordem nacional, a mais alta honraria da Costa do Marfim. Jacques Anouma, presidente da federação de futebol local, recebeu o posto de comandante da ordem.

Laurent Gbagbo, presidente do país, agradeceu pela ida ao Mundial pela primeira vez na história da Costa do Marfim. “Esta missão foi cumprida graças às preces de todo um povo, senão como compreender que Camarões pudesse perder um pênalti nos minutos adicionais? Nosso país atravessa um período de guerra civil que causa uma crise, por isso desejo que ganhemos sem orgulho, porque a vitória final será o fim da guerra”, discursou.