Quem foi melhor como jogador, Pep Guardiola ou Fernandinho? Atualmente técnico, o catalão não tem dúvidas que o brasileiro é melhor. Ao ser perguntado se ele, como jogador, teria espaço no atual time do Manchester City, ele respondeu prontamente que não, justamente porque o brasileiro é, na sua opinião, muito melhor.

LEIA TAMBÉM: Wenger compara City atual com os Invencíveis: “Tínhamos ideias. Eles têm ideias e petróleo”

Na coletiva de imprensa antes do jogo contra o Tottenham, o técnico foi perguntado sobre ter um lugar no time. “Sem chance. Fernandinho é muito, muito melhor”, disse Guardiola. O brasileiro é, de fato, um dos jogadores mais utilizados pelo treinador. No centro do meio-campo, Fernandinho é titular absoluto do time inglês e é presença certa entre no grupo do técnico Tite para a Copa do Mundo de 2018.

Guardiola foi jogador do Barcelona de 1990 a 2001, tornando-se capitão do time na parte final desse tempo. Durante o tempo que passou no time, foi campeão espanhol seis vezes, duas vezes da Copa do Rei e uma vez da Copa da Europa, a antecessora da Champions League, além de uma Recopa da Europa.

Pela seleção espanhola, ganhou a medalha de ouro olímpica em 1992, além de ter jogado a Copa do Mundo de 1994. Se desentendeu com o técnico Javier Clemente e não jogou a Eurocopa de 1996 e, por lesão, também ficou fora da Copa de 1998. Sua última grande competição pela Roja foi a Eurocopa de 2000, quando foi até as quartas de final, mesmo resultado de 1994.

Depois de deixar o Barcelona, em 2001, atuou também por Brescia, Roma, Al Ahli, do Catar, e Dorados, do México. Pendurou as chuteiras em 2006. Um ano depois, em junho de 2007, foi escolhido para treinar o Barcelona B. O time estava na terceira divisão e com Guardiola no comando, subiu para a segunda divisão. Um ano depois, em 2008, Joan Laporta anunciou que Guardiola seria o técnico do time principal.

O estilo de jogo de Guardiola é até hoje lembrado por muitos por marcar o jogo do Barcelona de Johan Cruyff, em 1994. Seu papel lembrava o que Xavi exerceu com o próprio Guardiola, anos depois, no mesmo Barcelona. Por isso, quando Guardiola diz que Fernandinho é muito melhor, o brasileiro deve ficar muito orgulhoso.