Ah, o amor… Quem nunca deu uma mordida de amor, não é? Suárez, com toda sua latinidade, foi personagem da terça-feira, na partida contra a Itália. Os uruguaios, como sempre, sobreviveram quando ninguém dava mais nada por eles (ou nem tanto, alguns já se acostumaram com o caráter COPERO do time). A Itália segue a sua sina de um no cravo, outra na ferradura – campeã em 2006, eliminada na primeira fase em 2010 e 2014. Ah sim, falamos de Marchisio, e como teve gente na redação que queria dar uma mordida nele, não no Chiellini. Aliás, essa aqui é uma cena da redação da Trivela:

A bancada da nossa designer com Marchisio como "muso"

A bancada da nossa designer com Marchisio como muso

Além disso, falamos da classificação grega, épica, sobre mitos do futebol e demos dicas sobre como apostar nos bolões de Copa do Mundo. Confira aí:


Foram cinco semanas em que o Brasil viveu intensamente a Copa do Mundo. E em que, tanto quanto o futebol, a zoeira imperou no país. Bastou as seleções desembarcarem para as zoeiras começarem. Neuer e Schweinsteiger cantando o hino do Bahia, Eto’o dizendo que Obina é melhor do que ele, Robben jogando frescobol… Momentos inesquecíveis, que se seguiram pelos 32 dias em que a bola rolou. E que serão lembrados por muito tempo.

Na galeria, os momentos clássicos que colecionamos ao longo da Copa. Cenas pitorescas que fizeram o Mundial ainda mais legal. Confira: