Com atuações titubeantes e a discreta quinta posição na Premiership, virou chavão falar que o “Arsenal não é mais o mesmo”. Realmente os Gunners caíram, mas a vitória por 2 a 1 no clássico contra o Liverpool neste domingo mostrou que a equipe de Highbury ainda tem capacidade de jogar um futebol envolvente e poderoso. Como se avisasse à Juventus que pode haver um grande duelo nas quartas-de-final da Liga dos Campeões.

Apesar do envelhecimento de alguns jogadores e da saída de outros, como Vieira, o Arsenal ainda conta com Henry em seu elenco. E se o francês está inspirado, já é suficiente para reviver o time campeão inglês sem derrota da temporada 2004-05 em alguns momentos.

O atacante ‘gunner’ comandou o jogo com uma autoconfiança que podia até sugerir uma certa insolência. Henry estava em todos os cantos do ataque, impunha um ritmo veloz e mostrava ao meia espanhol Fábregas, outro destaque da partida, como o meio-campo deveria armar as jogadas.

No primeiro tempo, o Arsenal imprimiu um ritmo intenso e poderia ter decidido a partida. Henry e Adebayor se deslocavam constantemente pelas pontas, aproveitando as costas da linha defensiva do Liverpool. O único gol no período veio aos 21 minutos, quando Fábregas viu um espaço entre Finnan e Carragher e lançou Henry, que avançou e tocou no canto esquerdo de Reyna.

O Liverpool se recuperou do susto inicial e, aos poucos, se adaptou ao ritmo da partida. O jogo ficou mais equilibrado, com um domínio menos escancarado dos Gunners. Porém, o Arsenal não estava isento de falhas e, em uma delas, os Reds igualaram o marcador.

Fábregas tentava sair pelo meio-campo, mas perdeu bobamente a bola para Xabi Alonso. Gerrard recebeu e arriscou de longe. O chute foi forte e com curva, mas Lehmann poderia ter feito algo melhor do que espalmar a bola para o meio da área. Luís García aproveitou o rebote.

Pouco depois, Xabi Alonso desfez seu crédito ao ser expulso por falta violenta. Um minuto depois, Gerrard também compensou a participação no gol de empate com uma falha grotesca. O meia recuou a bola para Reyna, sem perceber que Henry estava próximo ao goleiro. O francês foi mais rápido, driblou o espanhol e definiu a vitória gunner.

Com esse resultado, o Arsenal recuperou a quinta posição na Premiership, com 47 pontos, e se aproxima do rival Tottenham na briga pela quarta vaga inglesa na Liga dos Campeões. Com 55, o Liverpool já está confortável nessa disputa, mas vê o Manchester United se afastar na vice-liderança da competição

Em outro jogo que fechou a 29ª rodada, o Charlton venceu o Middlesbrough por 2 a 1, gols de Darren Bent (2) e Mark Viduka.

Veja todos os resultados da 29ª rodada do Campeonato Inglês:

11/3
Birmingham 1×1 West Bromwich Albion
Chelsea 2×1 Tottenham
Bolton 4×1 West Ham
Everton 3×1 Fulham
Portsmouth 2×1 Manchester City
Sunderland 0x1 Wigan
Blackburn 2×0 Aston Villa

12/3
Manchester United 2×0 Newcastle
Charlton 2×1 Middlesbrough
Arsenal 2×1 Liverpool