Thierry Henry salvou a França de um vexame nesta quarta-feira, em amistoso beneficente realizado em Fort-de-France, capital da Martinica. O jogo era por uma causa nobre: levantar fundos para as famílias das vítimas de um acidente aéreo que vitimou 152 cidadãos da colônia francesa há alguns meses.

Também classificada para a Copa do Mundo, a Costa Rica dominou o jogo no primeiro tempo e, por pouco, não saiu com a vitória. Depois de verem o adversário ir para o intervalo com uma vantagem de 2 a 0 e um futebol para lá de convincente, os campeões do mundo em 1998 souberam se impor e viraram o placar nos últimos minutos da partida.

Os dois gols costarriquenhos foram marcados em falhas do goleiro Fabien Barthez. No primeiro, aos 14 minutos de jogo, Saborio foi lançado em velocidade e tocou na saída do goleiro do Olympique de Marselha. Aos 41 minutos, Fonseca aproveitou de cabeça uma cobrança de escanteio e aproveitou-se de mais uma saída desastrada do campeão do mundo.

A França iniciou a reação logo no início do segundo tempo. Aos 4 minutos, Nicolas Anelka, há tempos não convocado para os Bleus, marcou depois de receber um passe açucarado de Thierry Henry pela esquerda. Esse foi seu sétimo gol com a camisa da seleção francesa.

O atacante do Fenerbahçe deu lugar a Djibril Cissé, campeão europeu com o Liverpool, aos 27 e, oito minutos depois, Cissé alvou a França de um vexame em sua primeira jogada decente. Vikash Dhorasso lançou e o atacante não desperdiçou.

A dois minutos do final, Henry aproveitou um escanteio para salvar sua seleção de um fracasso histórico.

Neste sábado, a França enfrenta a Alemanha em outro amistoso, desta vez no Stade de France, em Paris.