Se Tite anunciou previamente os nomes de 15 jogadores que deverão disputar a Copa do Mundo, Jorge Sampaoli age de maneira parecida com seu colega brasileiro. O treinador da Argentina convocou nesta quinta os atletas que atuam no exterior, para os amistosos contra Itália e Espanha, em março. Garantiu que, se não ocorrerem lesões, 80% da lista final já está definida, mas sem entrar em detalhes. “O mais complexo será definir sobre os 20% restantes”, avaliou o comandante da Albiceleste.

Há poucas novidades nesta convocação. Os nomes que mais chamam atenção, por não estarem presentes nas últimas listas, são os de Ramiro Funes Mori, Marcos Rojo e Willy Caballero. Gonzalo Higuaín, por sua vez, ganha moral com o treinador. Preterido por Sampaoli anteriormente, o centroavante é uma das principais opções ofensivas, ao lado de Lionel Messi e Sergio Agüero. “Eu vi como Higuaín está totalmente maduro e seguro. Isso me convenceu que ele pode fazer uma grande Copa do Mundo”, apontou o técnico. Pela seleção, o goleador da Juventus não disputa uma partida desde junho, em amistoso contra o Brasil. Darío Benedetto, principal homem de área convocado no último semestre, sofreu lesão grave e não deve se recuperar a tempo de brigar por uma vaga no Mundial.

Por outro lado, há as discussões geradas pelas ausências. Mauro Icardi e Paulo Dybala não foram chamados por Sampaoli. Vale ponderar que ambos se recuperaram de lesões recentes. Papu Gómez, apesar do destaque com a Atalanta, também perdeu o bonde. “Dybala, Icardi e Papu são jogadores que avaliamos bem em outras ocasiões, mas não estão passando pelo momento ideal em seus clubes. Conhecemos eles e queremos avaliar outros para compará-los. Isso não significa que não estarão na lista definitiva”, ressaltou. Ao lado de Ángel Correa e Emanuel Mammana, o trio compõe uma “convocação reserva”, para caso de cortes por lesão antes da Data Fifa.

Sampaoli completará a convocação nos próximos dias, com os jogadores do futebol argentino. Entre estes, é esperado o chamado inédito de Lautaro Martínez, prodígio do Racing, a quem o comandante não esconde o seu apreço e anda acompanhando nas arquibancadas. Abaixo, a lista inicial de 22 nomes:

Goleiros: Sergio Romero (Manchester United), Nahuel Guzmán (Tigres), Willy Caballero (Chelsea)

Defensores: Nicolás Otamendi (Manchester City), Gabriel Mercado (Sevilla), Nicolás Tagliafico (Ajax), Marcos Rojo (Manchester United), Ramiro Funes Mori (Everton), Federico Fazio (Roma)

Meio-campistas: Marcos Acuña (Sporting), Lucas Biglia (Milan), Javier Mascherano (Hebei China Fortune), Eduardo Salvio (Benfica), Giovani Lo Celso (Paris Saint-Germain), Leandro Paredes (Zenit), Manuel Lanzini (West Ham), Angel Di María (Paris Saint-Germain), Ever Banega (Sevilla)

Atacantes: Sergio Agüero (Manchester City), Lionel Messi (Barcelona), Gonzalo Higuaín (Juventus), Diego Perotti (Roma)