Que a Copa do Mundo foi uma loucura nos Estados Unidos você está cansado de saber. Mostramos há muito tempo que os americanos se planejavam para vir à Copa, e ainda teve o vice-presidente americano dizendo a importância do Mundial, e explicamos até por que, afinal, tantos americanos vieram ao Brasil para a Copa. O assunto se tornou tão quente em território americano que até a Secretária de Estado dos Estados Unido, Hillary Clinton, comentou sobre o tema em uma entrevista ao De Spiegel.

LOUCURA NOS EUA: Veja americanos desprezando a estreia dos EUA na Copa

Clinton, ex-primeira dama, que foi candidata a presidente dos Estados Unidos pelo partido democrata, senadora e deve concorrer novamente como sucesso de Obama, falou de diversos assuntos, um deles a Copa do Mundo. Ela lamentou a ausência de Neymar na semifinal do Mundial, justamente contra a Alemanha.

“O quão trágico é ele ficar fora quando o Brasil jogar com a Alemanha”, afirmou a Secretária de Estado dos Estados Unidos. “Eu vi algumas vezes o replay para tentar ver o que exatamente aconteceu. Foi uma lesão séria. Eu espero que ele se recupere rapidamente. É um grande jogador”, declarou Clinton.

A secretária ainda fez elogios ao técnico alemão Jürgen Klinsmann, que comanda a seleção americana. “Eu acho que ele tomou algumas decisões muito inteligente em sua escolha de quem foi escalado”, disse a ex-primeira dama. “Ele provou que é um técnico efetivo, e o seu modo de treinar tirou o melhor dos jogadores que ele escolheu e isso ajudou a, finalmente, eu acredito, colocar o que chamamos de ‘soccer’ e vocês chamam de futebol no mapa nos Estados Unidos. Então eu dou muito crédito a ele por isso”, opinou.

VOCÊ PODE SE INTERESSAR TAMBÉM POR:

Apesar de eliminação contra Bélgica, americanos saem de cabeça erguida da Copa

- Enquanto isso, nos EUA, já pode se sentir: gonna have Copa, yes!

Até atletas de outros esportes estão aderindo ao futebol nos EUA

Americanos doam bolas e jogam futebol com moradores na periferia de Natal

Governador de NY decreta uma hora a mais de almoço para funcionários verem EUA