Depois da ameaça de rebaixamento, o Honvéd foi recolocado na primeira divisão húngara. O clube havia sido punido por não pagar uma dívida de aproximadamente € 160 mil com o ex-técnico Barnabas Tornyi.

A federação local mudou a decisão tomada em setembro pois dirigentes do clube e Tornyi concordaram em encerrar as pendências financeiras. O ex-técnico fora demitido em 2001 e exigia a quantia como indenização pela quebra de contrato.

O time, 14 vezes campeão nacional, tornou-se famoso na década de 50. Seu elenco contava com craques como Ferenc Puskas, Jószef Boszik e Sándor Kocsis, base da seleção húngara que encantou o mundo.