O conflito entre Israel e Palestina deu uma guinada nas últimas semanas, depois que três jovens israelenses foram sequestrados na Cisjordânia e das investidas de Israel à Faixa de Gaza, que já mataram mais de 700 palestinos, inclusive idosos e crianças. O futebol é irrelevante perto das vidas perdidas e arruinadas, mas, como em quase todo conflito, participa um pouco. E nesse caso, houve uma invasão de campo durante um amistoso do Maccabi Haifa.

LEIA MAIS: Blatter quer unir Israel e Palestina, mas a Fifa não é a ONU

O jogo aconteceu na última quarta-feira. A seis minutos do fim, um grupo de homens, carregando uma bandeira da Palestina, invadiu o gramado da partida do clube israelense com o Lille, na Áustria. Eles agrediram os jogadores e começou uma batalha campal no estádio. O elenco do Maccabi Haifa conta com alguns jogadores muçulmanos, como Mohamadou Idrissou e Taleb Twatiha.

O vídeo foi gravado de longe, mas é bem possível ver a lamentável briga entre um clube judeu e apoiadores da Palestina, mais um capítulo, embora minúsculo, de um problema que não parece ter fim.

Você também pode se interessar por:

>>>> Clube de Israel tem torcida que é fã de Beethoven

>>>> Em Israel, ninguém dribla melhor do que essa galinha