No dia do aniversário de 80 anos de Gordon Banks, Craig Gordon fez justiça ao seu nome com uma defesa milagrosa no segundo tempo do clássico contra o Rangers. A cabeçada de Alfredo Morelos, aos 22 minutos da etapa final, encaminharia o fim do jejum do lado azul do Old Firm, mas a perna esquerda do goleiro do Celtic impediu que isso acontecesse. No fim, a partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Escocês terminou 0 a 0.

LEIA MAIS: Torcedores do St. Mirren e do Dundee United travaram uma deliciosa guerra de bolas de neves no intervalo

O jejum do Rangers no Old Firm já passou do ponto de incomodar e já passou a ser um verdadeiro desespero. A última vitória contra o Celtic foi em março de 2012, quase seis anos atrás. Desde então, o clube faliu, teve que recomeçar na quarta divisão e voltou à elite. Foram 11 clássicos nesse período, com três empates e oito derrotas.

O Celtic foi o melhor time do primeiro tempo, exigindo três defesas do outro goleiro em campo, West Foderingham, que negou chances a James Forrest, Moussa Dembélé e Scott Sinclair. Nos acréscimos da etapa, Sinclair teve uma chance de ouro para fazer 1 a 0, mas mandou para fora.

 

Graeme Murty, interino do Rangers na temporada passada, conseguiu o único empate do clube em sete duelos contra o Celtic. Agora, efetivado como treinador principal, quase arrancou a primeira vitória em seis anos. O visitantes voltaram melhor do intervalo, criaram mais chances e quase saíram com os três pontos. Só faltou combinar com Craig Gordon, que realizou este milagre contra a cabeçada de Morelos.