Seria improvável que o Celtic nunca mais perdesse para equipes escocesas, mas nem o torcedor mais pessimista imaginaria que seria assim. Após 69 partidas invicto no âmbito doméstico, o time de Brendan Rodgers foi goleado pelo Hearts, neste domingo, por 4 a 0. A primeira derrota de Rodgers para um escocês em sua passagem pelo clube, que começou no meio de 2016.

LEIA MAIS: Hampden in the Sun: há 60 anos, Celtic aplicou a maior goleada oficial do clássico com o Rangers

A última derrota doméstica do Celtic havia sido em maio de 2016, para o St. Johnstone, ainda no Campeonato Escocês de 2015/16. Passou toda a temporada seguinte invicto, conquistando os três títulos da Tríplice Coroa – Escocesão, Copa da Escócia e Copa da Liga Escocesa – sem nenhuma derrota. Apesar do tropeço, ainda lidera a tabela com dois pontos a mais que o Aberdeen.

O Celtic não perdia há 585 dias para um compatriota. Foram 60 vitórias e 9 empates, com 197 gols marcados nesta sequência, pelo levantamento da BBC. E foi a primeira vez em 75 jogos contra escoceses que o time não marcou pelo menos uma vez.

Foi uma partida cheia de erros defensivos do Celtic. Harry Cochrane recebeu na entrada da área com liberdade para mirar no canto e abrir o placar. O detalhe é que Cochrane tem apenas 16 anos. Foi eleito melhor jogador da partida e isso geralmente significa uma garrafa de champanhe. Mas, sendo menor de idade, Cochrane teve que ceder o presente para o companheiro David Milinkovic, que marcou duas vezes.

Kyle Lafferty, ex-jogador do Rangers, fez 2 a 0. Ficou livre no contra-ataque, armado por um erro do Celtic na saída de bola. Tierney escorregou e deixou Milinkovic livre para driblar o goleiro e fazer o terceiro. Milinkovic fechou o placar, de pênalti. Com a vitória, o Hearts chegou a seis jogos de invencibilidade no Campeonato Escocês. Faltam 63 para igualar o Celtic.

.

.

.