Foram 10 jogos sem vencer, mas finalmente a Internazionale conseguiu ganhar de alguém. Neste domingo, bateu o Bologna por 2 a 1, contando com um golaço do atacante Yann Karamoh, titular na partida. O desempenho, porém, foi muito sofrido. O time segue jogando pouco futebol e longe da eficiência que marcou o início da campanha.

LEIA TAMBÉM: Bloco do Napoli faz segundo tempo nota 10: virada e vitória avassaladora sobre a Lazio

Ainda sem o centroavante Mauro Icardi, Spalletti escalou o ítalo-brasileiro Éder no ataque. Ele marcou mais uma vez e logo no começo do jogo, a dois minutos. Em um cruzamento de Brozovic, o atacante desviou para o gol e marcou 1 a 0. Um início excelente de um time que precisava vencer e quebrar a série sem triunfos. Mas o desenho do jogo mudou.

A defesa da Inter falhou duas vezes, as duas com o brasileiro Miranda. Primeiro, em um cruzamento, o Bologna quase chegou ao gol de empate. Aos 25 minutos, Miranda tentou afastar e espanou o taco: pegou na orelha da bola, chutou para cima e a bola sobrou para Rodrigo Palacio, que avançou e finalizou para empatar o jogo. O jogo, então, ganhou ares dramáticos.

Sem jogar bem, a Inter mais uma vez via o fantasma do tropeço em casa rondar o estádio Giuseppe Meazza. Na semana anterior, o time ficou só no empate contra o frágil Crotone, o que fez a torcida terminar o jogo em vaias. Desta vez, seria preciso mais. Até pelo risco de começar a ver a sua posição entre os quatro primeiros ficar mais ameaçada.

Miranda sequer voltou para o segundo tempo e deu lugar ao argentino Lizandro López. No ataque, porém, o time sofria com os gols perdidos, finalizações ruins ou passes errados no momento decisivo. Por isso, Spalletti lançou mão da contratação mais importante de janeiro: Rafinha. O meia entrou para tentar dar mais criatividade ao time. E logo no começo da usa participação, um bom lance e o gol.

Tabela pelo meio entre Karamoh, vindo da direita, com Rafinha pelo meio. O francês recebeu de volta do brasileiro, driblou e chutou de pé esquerdo, colocado, marcando um golaço de fora da área: 2 a 1 para a Inter. Um gol que aliviou jogadores e torcedores. Mas o desempenho seguia sofrível. Até o fim do jogo, a Inter parecia correr riscos de sofrer o empate, mesmo com o adversário tendo um jogador a menos.

No fim, vitória para a equipe de Spalletti, que quebra o jejum de 10 jogos sem vitórias. A última vez que o time tinha vencido foi no dia 3 de dezembro, nos 5 a 0 sobre o Chievo. Já fazia mais de dois meses. Com a vitória deste domingo, o time não só se mantém em quarto como ainda sobre para a terceira posição, aproveitando o tropeço da Lazio, derrotada pelo líder Napoli. A Inter chegou a 48 pontos, dois a mais que a Lazio. A Roma vem em quinto lugar com 44 pontos, a Sampdoria é sexta com 41 e o Milan é o sétimo com 38.