O momento é de especulações. Os clubes que disputarão a Libertadores em 2014 vêm quentes no mercado e muitos prometem esquadrões para conquistar o continente. O Bolívar é quem sai na frente nesta corrida por craques, pelo menos hipoteticamente. O clube está atrás de uma das transferências mais impensáveis da história: quer levar David Beckham para La Paz.  E não é boataria não, já que os bolivianos confirmaram as negociações com o inglês, conforme o jornalista Martín Fernandez apurou em seu blog.

O trunfo do Bolívar seria a amizade entre o presidente Marcelo Claure e Beckham. O dirigente boliviano, inclusive, está envolvido com o veterano na aquisição de uma nova franquia na Major League Soccer. No entanto, segundo o gerente de marketing dos celestes, a vinda do meio-campista seria acertada para apenas um jogo. E, mesmo que não aconteça, só a repercussão da possibilidade já ajuda o Bolívar a ficar em evidência.

E se Beckham resolvesse mesmo dar uma prolongada na sua carreira em terras sul-americanas? Imaginamos quatro cenas inusitadas que poderiam rolar se o inglês quisesse passar alguns meses nos Andes:

Beckham na Libertadores – O Spice Boy pode se orgulhar de ter disputado a Liga dos Campeões e a Concachampions. Mas só na América do Sul saberia o que é disputar uma competição continental sob pressão. Estádios que se transformam em caldeirões, viagens tortuosas, pedradas de torcedores. Seria interessante ver como o lorde se portaria sendo protegido por escudos policiais na hora de cobrar um escanteio.

Beckham contra o Flamengo no Maracanã – O Bolívar já sabe que pegará os rubro-negros na fase de grupos da Libertadores. Uma chance para o inglês se apresentar no palco da decisão de 2014. O ‘carinho’ da torcida flamenguista seria notável, provavelmente com direito a saquinhos de xixi e cânticos questionando a masculinidade de Beckham.

Beckham na altitude andina – O estádio Hernando Siles fica a 3.600 m do nível do mar. Além disso, vários outros clubes da elite boliviana jogam na altitude. Aos 38 anos, o veterano teria que apelar para alguns balões de ar se quisesse manter o gás em todos os jogos. Pelo menos seu talento nas cobranças de falta seria potencializado assim que ele se acostumasse com a menor pressão atmosférica.

O Beckham way of life em La Paz – Beckham passou os últimos anos vivendo de maneira badalada em Los Angeles, quase como uma estrela de Hollywood. Depois, meia temporada na capital da moda, Paris. Conviver a vida simplória da capital boliviana seria um choque de realidade, por mais que tenha mordomias. Já pensou se ele adota mesmo o país e sai pelas ruas mascando folhas de coca, andando em lhamas? Victoria é quem não ia gostar muito.