O Burnley anunciou a contratação do goleiro Joe Hart, de 31 anos, do Manchester City. Os Clarets pagaram £ 3,5 milhões (€ 3,9 milhões) e o jogador assinou contrato de dois anos. Com 1,96 de altura, o goleiro que perdeu espaço na seleção inglesa terá dois concorrentes de peso no clube: Nick Pope, que foi goleiro reserva da Inglaterra na Copa 2018, e Tom Heaton, que se machucou e também já tinha sido convocado para a seleção.

LEIA TAMBÉM: FM 2019 será lançado em 2 de novembro e terá oficialmente a Bundesliga

“É definitivamente a hora certa de mudar de clube”, afirmou o jogador em entrevista à TV oficial do Burnley. “Eles [Manchester City] estão fazendo um trabalho fantástico e estou muito feliz por eles. Eles precisam seguir fazendo as coisas deles e eu preciso fazer as minhas. Eu me sinto bem. Eu sinto que eu estou no lugar certo e eu sinto que é o meu tempo de começar agora”.

“Eu realmente não pensei que isto [ida para o Burnley] seria uma opção. Há um departamento fantástico de goleiros, mas também há um lugar para mim e eu realmente gosto que posso fazer algo para ajudar este clube a ir na direção que ele quer ir. Tudo realmente me impressionou. Eu ouvi algumas coisas boas sobre a atmosfera. Eles dizem que é impagável, mas ser parte de um time que todos estão caminhando na mesma direção não é tão normal quando você espera que seja. Eu ouvi que havia esta vibração e eu vim aqui no primeiro dia e você pode ver isso. Cheira a isso. Todo mundo quer jogar pelo outro, todo mundo quer vencer e todo mundo quer fazer o seu melhor”.

Com 75 jogos pela seleção dos Três Leões na carreira, Hart também disputou 350 jogos pelo Manchester City até a chegada de Pep Guardiola ao clube. Convencido a ter um novo goleiro, o treinador contratou Claudio Bravo do Barcelona e emprestou Hart ao Torino. A temporada na Itália não agradou e o goleiro não ficou por lá. Acabou de volta à Inglaterra e emprestado ao West Ham, onde, mais uma vez, não agradou e pior ainda, perdeu a posição na equipe. Acabou fora do elenco da Inglaterra para a Copa do Mundo.

Sabendo que não teria espaço no City, Hart queria uma transferência em definitivo. O Burnley surgiu como uma opção, ainda que a concorrência seja pesada. Hart, porém, terá a chance de provar o seu valor neste início de temporada. Pope deslocou o ombro em jogo de ida da Liga Europa contra o Aberdeen. Foi substituído por Anderson Lindegaard, já que Heaton ainda se recupera de uma grave lesão na panturrilha.

Com isso, Hart será inscrito na Liga Europa para poder jogar pelo Burnley já na quinta-feira, no jogo da terceira fase preliminar da competição, contra o Istambul Basaksehir. O Burnley provar a lesão de seus goleiros para poder inscrever Hart, devido a limitações de inscrição nesta fase.

A carreira de Hart no City termina pela porta dos fundos, mas o goleiro fez história atuando pelos Citizens. Contratado em 2006 junto com Shrewsbury Town e permaneceu 12 anos no clube. Depois de quatro anos sendo emprestado, brilhou pelo Birmingham na temporada 2009/10, o que o levou à Copa do Mundo da África do Sul. Com isso, ganhou espaço no City também na temporada seguinte. Foi o goleiro titular dos títulos da Premier League em 2011/12 e 2013/14, além do primeiro título do clube depois de anos, a Copa da Inglaterra de 2010/11.

“A contribuição de Joe Hart ao Manchester City não pode ser subestimada”, afirmou o presidente do clube, Khaldoon Al Mubarak. “Seus 12 anos no clube viram ele ter desempenhos marcantes e fazer defesas de parar o coração, que irão viver na memória por um longo tempo. Ele será corretamente considerado uma lenda do City permanentemente”.

O desafio de Hart será provar que consegue ser mais do que um goleiro substituto de um time de meio de tabela. Para quem era titular da seleção inglesa e de um dos times mais fortes da Europa até dois anos atrás, parece um enorme desafio. O goleiro terá sua chance neste início de temporada. Veremos se ele estará à altura do desafio.