Austrália

Ryan – 4,5

Não fez uma partida segura, e ainda falhou no terceiro gol holandês.

McGowan – 6,5

Subiu bem pela direita, criou algumas boas jogadas com Leckie.

Wilkinson – 5,5

Atuação regular, não comprometeu.

Spiranovic – 5

Sofreu um pouco com o ataque holandês.

Davidson – 6

Protegeu bem seu lado, onde a Holanda teve menos oportunidades.

Jedinak – 6

Ficou mais cuidando da proteção da defesa, foi muito combative.

McKay – 6,5

Além de ficar na marcação, deu um pouco de saída de bola ao time. Ajudou a igualar o duelo no meio-campo.

Bresciano – 5,5

Foi um jogador importante na boa atuação australiana, mas não estava tão inspirado quanto na partida contra o Chile.

(Bozanic) – 6

Deu um pouco mais de força para o ataque australiano.

Leckie – 7,5

O melhor em campo. Infernizou a defesa holandesa, criando muitas chances perigosas. Merecia ser premiado com um gol.

Cahill – 7

Fez um dos gols mais bonitos da Copa, mas também merece crédito pelo futebol combativo, que ajudou a abrir espaço na defesa holandesa.

(Halloran) – 6

Apagado, pouco acrescentou ao time.

Oar – 6,5

Atuação boa, mas ofuscada pela maior inspiração de Leckie pelo lado direito.

(Taggart) – sem nota

Ficou pouco tempo em campo.

Holanda

Cillessen – 6,5

Atuação boa dentro do possível, não teve responsabilidade nos gols australianos.

Vlaar – 5,5

Talvez não imaginasse que teria tanto trabalho, demorou um pouco para se encontrar.

De Vrij – 5,5

Teve problemas com Cahill, mas depois se estabilizou.

Martins Indi – 6

Era o zagueiro mais seguro, acabou saindo por contusão.

(Depay) – 7

Um dos melhores em campo. Entrou por causa da contusão de Martins Indi, mas foi decisivo com um gol e uma assistência.

De Guzman – 5,5

Lutou muito, mas a intensidade do jogo australiano lhe criou muitos problemas.

(Wijnaldum) – sem nota

Ficou pouco tempo em campo.

De Jong – 6

Discreto, teve dificuldades com a marcação dura da Austrália.

Janmaat – 5

Cometeu um pênalti contestável, mas não foi tão seguro no geral.

Blind – 6

Foi bem na armação, ainda que tenha sofrido com a velocidade de Leckie pelo seu setor.

Sneijder – 5,5

Apagado, não conseguiu criar tantas jogadas. Das estrelas holandesas, é a menos inspirada na Copa até agora.

Van Persie – 6,5

Não foi uma atuação inspirada como a da última sexta contra a Espanha, mas apareceu na hora que seu time precisou, empatando o jogo pouco depois da virada australiana.

(Lens) – sem nota

Ficou pouco tempo em campo.

Robben – 7

O melhor da Holanda. Fez o primeiro gol em jogada individual e ainda assumiu a responsabilidade de decidir quando o jogo se complicava.

Árbitro

Djamel Haïmoudi (Argélia) – 5

Um pouco confuso, acabou se complicando um pouco nos critérios da parte deisciplinar. O pênalti foi contestável, mas marcável.