Croácia

Stipe Pletikosa – 5

Fez uma única defesa na partida. Foi com a mão meio molo na cabeçada de Rafa Márquez e apenas observou o chute de Herrera acertar a trave.

Darijo Srna – 5,5

Não foi mal na defesa, foi quase nulo no ataque. Efetivamente, apareceu apenas ao executar um bloqueio de vôlei em chute de Guardado.

Vedran Corluka – 6

Foi firme na defesa, o melhor dela, mas caiu de rendimento junto com o resto do time na metade do segundo tempo.

Dejan Lovren – 5

Deixou Rafa Márquez cabecear no primeiro gol e foi um dos muitos que ficaram olhando Chicharito no lance do terceiro gol.

Sime Vrsaljko – 5,5

Não levou sustos na defesa e apareceu pouco no ataque. No geral, uma atuação regular.

(Mateo Kovacic – 4,5)

Entrou para tentar consertar um lado esquerdo pouco efetivo e….não conseguiu.

Ivan Rakitic  - 4,5

Deveria auxiliar Modric na armação, ajudar na transição da defesa para o ataque e ainda roubar umas bolas se fosse possível. Deveria.

Danijel Pranjic – 4,5

Um pouco mais à frente que Rakitic, também não apareceu no ataque como deveria, sobrecarregando Modric

(Nikica Jelavic – 5)

Teve apenas 15 minutos para mudar o jogo. Naturalmente, não conseguiu

Luka Modric – 5

É verdade que não teve ajuda, mas também chamou muito pouco a responsabilidade. Tentou enfiar algumas bolas, virar outras, mas no geral produziu muito pouco para quem é o craque da equipe.

Ivica Olic – 3,5

Decorativo, apenas. Sua presença só foi percebida quando virou ausência, no segundo tempo, ao ser substituído.

(Ante Rebic – 5)

Melhor que Olic, mas não se anime: tudo que ele precisou fazer foi pegar na bola e arriscar umas jogadas pela esquerda.

Ivan Perisic – 6

O melhor em campo pela Croácia. Embora ainda precise melhorar a finalização, ao menos apareceu bastante e tentou, tentou e tentou até conseguir fazer o seu gol, no fim.

Mario Mandzukic – 4,5

A bola precisa chegar e tudo mais, mas um centroavante que passa os 90 minutos de uma partida decisiva de Copa do Mundo e não dá um chute a gol? Não pode.

México

Guillermo Ochoa – 6

Teve visão privilegiada da partida, porque, trabalho mesmo, muito pouco. Fez uma única defesa.

Paul Aguilar – 6,5

Muito bem. Desarmou bastante e foi firme na proteção pelo lado direito da boa defesa mexicana.

Francisco Javier Rodríguez – 6,5

Manteve o alto nível da defesa que não deixou Mandzukic jogar direito.

Rafa Márquez – 7,5

Fez um gol e deu uma assistência, além de limpar todas como líbero. É o capitão e a alma da seleção mexicana.

Héctor Moreno  - 6,5

Também muito sólido defensivamente, embora ainda precise melhorar um pouco pelo alto.

Miguel Layún – 6

Um pouco abaixo em relação aos companheiros. Parece tímido. Poderia avançar mais.

José Vázquez – 6,5

Fez bem a proteção à defesa e não deixou Modric sossegado para dar os seus passes perigosos.

Héctor Herrera  - 7,5

Um dos melhores em campo. Firme no desarme, impediu o meio-campo técnico da Croácia de jogar, deu uma assistência e ainda colocou uma bola na trave.

Andrés Guardado – 8 

O melhor em campo. Corre até não poder mais, à defesa e ao ataque. Teve uma ótima atuação coroada com o segundo gol.

(Marco Fabián – sem nota)

Entrou no fim, não teve tempo de fazer nada.

Giovani dos Santos – 5,5

Esteve um pouco sumido e bem abaixo das suas outras atuações nesta Copa do Mundo. O time melhorou quando ele saiu.

(Javier Hernández – 7)

A entrada de Chicharito melhorou bastante o México, que ganhou mais presença de área e pressionou muito mais a Croácia. Deixou o seu, de cabeça, de dentro da pequena área, como mais gosta.

Oribe Peralta – 6

Foi lançado em velocidade algumas vezes e levou perigo. Deu uma assistência para o gol de Guardado.

(Carlos Peña – sem nota)

Entrou a dez minutos do fim, quando o jogo já estava resolvido.