Um jogo de cinco gols, várias lendas em campo e um sábado para lá de divertido para os torcedores que foram até Anfield Road. O jogo de lendas do Liverpool e do Bayern de Munique reuniu superestrelas e uma, especialmente, aproveitou bastante o jogo: Xabi Alonso. O meio-campista espanhol jogou um tempo por cada equipe e formou novamente a parceria incrível com Steven Gerrard, que, claro, atuou pelos Reds. Uma festa recheada de ídolos.

LEIA TAMBÉM: Johan Cruyff colocou a Holanda no mapa do futebol mundial

Como são esses jogos de festa, vimos muitos gols, em um empate por 5 a 5 ao final do jogo. Alguns brasileiros participaram da partida, como o meia Zé Roberto e os atacantes Paulo Sérgio e Élber, os três pelo Bayern. Pelo Liverpool, marcaram Dirk Kuyt, Michael Owen, Robbie Fowler (duas vezes) e Bjorn Kvarme. Pelo Bayern, marcaram Luca Toni, Alexander Zickler, Paulo Sérgio e o próprio Xabi Alonso.

“É sempre ótimo voltar aqui, mas foi uma partida muito especial para mim por jogar pelo Liverpool e no segundo tempo pelo Bayern. Os dois clubes estão no meu coração. Foi um ótimo público, casa cheia, e a atmosfera foi fantástica, como sempre é aqui”, disse Xabi Alonso em entrevista ao site do Liverpool.

“Foi ótimo ver alguns caras de novo, nós jogamos tantas vezes juntos e no futebol você muda de clube e depois você não os vê por anos. Então, quando voltamos a estar juntos aproveitamos ainda mais e depois de um minuto é como se nunca tivéssemos ficado longe”, contou ainda o ex-camisa 14. “Conhecer o Bayern é especial. Conhecer o Liverpool é especial. Os dois têm sua própria identidade, grandes filosofias, grande apoio dos torcedores. Eles são grandes clubes”.

Quem gostou da experiência de voltar a jogar ao lado de Xabi Alonso foi seu antigo companheiro e um ídolo máximo no Liverpool, Steven Gerrard. “Foi fantástico. Nunca vou cansar de jogar ao lado de Xabi Alonso”, disse Gerrard, atualmente treinador do time sub-18 do Liverpool.

“Eu gostaria que estivéssemos jogando no sábado [o dia tradicional de jogos na Inglaterra], eu sinto muita falta disso. Que jogador, que pessoa; ele foi fantástico aqui e por onde passou. Ele é um grande campeão”, elogiou ainda Gerrard lembrando do parceiro Alonso.

No fim do jogo, Gerrard acertou uma bola na trave, quase marcando o gol da vitória do time. “Quase… Mas, como todo mundo neste estádio sabe, quase não é o bastante”, disse o jogador em entrevista à TV do Liverpool, ainda no campo. O mesmo senso competitivo como se a partida amistosa valesse três pontos.

“Mas foi uma grande ocasião novamente, os ex-jogadores definitivamente adoram vir jogar aqui em frente aos torcedores. Eu gostaria de agradecer a quem veio, foi absolutamente fantástico”, disse ainda o ex-capitão do Liverpool.

Gerrard ainda falou sobre como os ex-jogadores ficam felizes em poder participar de eventos e serem lembrados pelo seu passado no clube. “Você nunca pode perder uma chance como essa. Você nunca sabe o que o futuro reserva. Toda vez que eu sou chamado para jogar aqui, eu nem sei por que eles me convidam, eles deviam apenas marcar que eu estarei presente ao lado do meu nome”.

Fica a dica para os clubes brasileiros. Reunir lendas do clube e fazer um jogo para arrecadar recursos para uma fundação, como o Liverpool tradicionalmente faz, é algo fantástico. Deveria ser uma prática constante. É uma forma do clube celebrar sua história e seus heróis, dando a chance de vários torcedores verem jogadores que marcaram a história e vida de muitos, mesmo que antes de começarem a frequentar o estádio.

Veja os melhores momentos da partida: