O que os três melhores jogadores do mundo fariam se disputassem a segunda divisão do futebol inglês? Não é uma pergunta que as pessoas se fazem todos os dias, mas o jornal inglês Daily Mirror quis descobrir. E que jeito melhor de fazer isso do que colocando Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Franck Ribéry nos três piores clubes da Championship e simulando no Football Manager?

Bom, entre os três, apenas Messi falhou na sua missão de tirar o time da zona de rebaixamento. Ele – no mundo da fantasia – chegou ao Yeovil Town, penúltimo colocado com 17 pontos, em janeiro e marcou 11 gols em 23 jogos. Com média 8,04 e 14 prêmios de melhor jogador da partida, foi de longe o jogador mais importante da liga, mas ficaram faltando dois pontos para salvar o seu clube do rebaixamento.

Ribéry, por outro lado, conseguiu salvar o Doncaster Rovers, 22º colocado com 21 pontos quando ele chegou. Terminou com nove gols, três deles contra o Milwall, e seis assistências em 19 jogos, e ainda ajudou Theo Robinson a marcar 11 vezes. O Doncaster ficou a sete pontos de distância da zona de rebaixamento.

Se a ideia do Mirror era testar os três candidatos à Bola de Ouro da Fifa, Cristiano Ronaldo se saiu melhor, como deve acontecer também na cerimônia de segunda-feira que vem. Ele levou o Barnsley da lanterna para a 15ª posição com 17 gols. Fez dois no mesmo jogo seis vezes e ainda anotou um hat-trick.

O curioso é que os jogadores tiveram desempenhos parecidos, na verdade até inferiores, aos que costumam ter nos campeonatos que jogam – Espanhol e Alemão – infinitas vezes melhores que a segunda divisão do futebol inglês. É claro que na Championship atuariam com companheiros menos gabaritados, mas não dá mesmo para comparar o Leicester com um Atlético de Madrid ou Borussia Dortmund, né?

Com 17 gols, Ronaldo levou o Barnsley da lanterna para 15ª posição

Com 17 gols, Ronaldo levou o Barnsley da lanterna para 15ª posição