O lateral direito Rafinha, de 32 anos, está na sua reta final de contrato com o Bayern de Munique, mas o técnico Jupp Heynckes quer que o brasileiro continue no clube na próxima temporada. O treinador, de 72 anos, voltou ao comando do clube nesta temporada, em outubro, depois da demissão de Carlo Ancelotti. O time melhorou seu desempenho. Para Heynckes, Rafinha é parte importante na estrutura do time.

LEIA TAMBÉM: Hertha oferece, a um torcedor, tatuagem que servirá de ingresso para o resto da vida

“É claro que eu sou a favor de renovar o contrato de Rafinha”, afirmou Jupp Heynckes em entrevista coletiva nesta sexta-feira. “Ele trabalha bem, ele é muito profissional e sempre tem um bom desempenho”, disse ainda o treinador. “Rafinha é um jogador importante na estrutura da equipe, além de um fator positivo no time”, analisou Heynckes.

Rafinha foi especulado em times brasileiros, como Cruzeiro, Palmeiras e São Paulo. O jogador, porém, é bastante querido no Bayern de Munique. Em um momento que se fala sobre a renovação de figuras importantes do clube, como Arjen Robben e Franck Ribéry, o técnico foi bastante incisivo para a renovação do brasileiro. Para Heynckes, a renovação de Rafinha ajuda também na renovação de Robben, Ribéry e Sven Ulreich, goleiro de 29 anos que também tem contrato apenas até junho.

Rafinha surgiu para o futebol no Londrina e ficou conhecido atuando pelo Coritiba. Em 2005, foi vendido ao Schalke 04 e começou a sua trajetória na Alemanha. Em 2010, foi para o Genoa, da Itália, mas voltou à Alemanha no ano seguinte para defender o Bayern. Desde 2011 na Baviera, a prioridade do jogador é ouvir o Bayern antes de decidir o seu futuro.

O jogador está no radar de Tite para a seleção brasileira, tendo sido convocado por ele para alguns jogos. Daniel Alves é o titular da posição e Danilo, do Manchester City, foi chamado nos últimos jogos. Fagner, do Corinthians, foi quem mais acumulou convocações com Tite na seleção na sua posição. Rafinha esteve no elenco brasileiro que jogou os amistosos contra Argentina e Austrália, em junho de 2017.