Parecia uma ótima ideia da Juventus. Depois de ser punida por cantos racistas de seus ultras, a diretoria bianconera deu uma sugestão para não fechar dois setores de seu estádio. A Velha Senhora encheria as arquibancadas com crianças nas partidas contra Udinese e Sassuolo. A alternativa pareceu brilhante para as autoridades italianas, que a aceitaram prontamente. Pena que os garotinhos não colaboraram.

Afinal, a Juve foi outra vez multada, em € 5 mil. Desta vez porque seus pequenos torcedores foram ‘malcriados’. Não que as crianças tenham repetido os atos racistas dos ultras. O problema foram os xingamentos ao goleiro da Udinese, Zeljko Brkic, em um estilo bem latino-americano: quando ele ia cobrar uma bola parada, os minitorcedores mandavam um “ooooooooh… merda!”. A federação italiana está certa em combater as ofensas em seus estádios. Mas, nesse caso, faltou também um pouco de bom senso.