Depois de três títulos nacionais com Antonio Conte, a Juventus começou o a Serie A treinada por outro homem. Sob o comando de Massimiliano Allegri, enfrentou o Chievo, neste sábado, partida que abriu a nova temporada do futebol italiano, e venceu, mas não fez uma apresentação maravilhosa. Perdeu muitos gols, acertou a trave três vezes e poderia ter sofrido o empate no final do jogo, não fosse uma boa defesa de Buffon.

LEIA MAIS: O Guia Corneteiro do Campeonato Italiano 2014/15

A Juventus tinha alguns desfalques importantes (Pirlo, Chiellini e Barzagli), mas a estrutura do time foi a mesma da época de Conte. Um trio de zagueiros, outro de meio-campistas, Asamoah e Lichtsteiner voando pelas pontas e uma dupla de atacantes. Neste sábado, Carlos Tevez ao lado de Kingsley Coman, francês de 18 anos que fez a sua primeira partida no Campeonato Italiano. E foi bem: movimentou-se bastante e chutou quatro vezes ao gol de Francesco Bardi.

Bardi poderia, inclusive, entrar na nossa lista de goleiros que traíram a própria meta. Foi em um escanteio cobrado na segunda trave que Cáceres cabeceou para o gol, a bola bateu no guarda-redes do Chievo e entrou pela primeira e única vez ao longo dos 90 minutos, graças à falta de capricho dos visitantes, de técnica dos anfitriões, e à qualidade exorbitante de Gianluigi Buffon.

Os homens de Allegri pressionaram bastante o Chievo. Tiveram a bola e chutaram-na 21 vezes a gol, mas deixaram os óculos em casa. Apenas três acertaram o alvo, sem contar as bolas na trave de Tevez, Cáceres, em outra cabeçada, e Arturo Vidal, que teve uma outra oportunidade cortada em cima da linha por Bostjan Cesar.

Coman teve boas chances em um chute com efeito e em cruzamento de Vidal. Não foi dessa vez, porém, que abriu sua contagem pela Juventus e acabou substituído pelo gripado Llorente, aos 25 minutos do segundo tempo. O espanhol também perdeu dois gols, um deles de muito perto, e o torcedor passou a se preocupar com aquele ditado que castiga o desperdício no futebol. E a Juventus poderia ter tomado mesmo o gol de empate, Buffon fez uma bela defesa em um chute de Maxi López que desviou algumas vezes.

Garantiu os três pontos, como dizem. Importantes para um time que entra em nova fase, com novo treinador, Pirlo mais velho e a pressão cada vez maior para transportar o sucesso nacional para a Liga dos Campeões, mesmo que o ritmo ainda esteja um pouco devagar.

Você também pode se interessar por: 

>>>> Aqui estão as camisas de todos os 20 times da Serie A italiana