O Real Madrid é um clube que gosta de mídia, gosta de contratações milionárias e manchetes espalhafatosas. Tudo isso é verdade, porém a contratação de Toni Kroos, prestes a ser anunciada, parece uma boa para o time de Carlo Ancelotti, ainda mais pensando que o time deve perder dois jogadores do setor de meio-campo que são importantes, Khedira e Di María. Kroos doi destaque da Copa do Mundo e, claro, levar um dos destaques do time para seu elenco é uma forma de demonstração de força. Só que o elenco de Carlo Ancelotti provavelmente precisará mesmo de um jogador como Kroos.

LEIA TAMBÉM: Khedira e Kroos foram os tratores que esmagaram o Brasil

Toni Kroos é um desses jogadores que dificilmente será tido como um craque. Sua Copa do Mundo muito boa pela Alemanha o ajudou a ganhar fama e reconhecimento internacional – e possivelmente ajudar a inflamar o interesse que já existia do Real Madrid. Mesmo assim, não é dos jogadores mais valorizados no Bayern de Munique. O clube pensa em vendê-lo, porque ele não aceita renovar o contrato que acaba no meio de 2015, ao final da temporada que se inicia. Seus números de gols e passes para gols, olhados friamente, não são tão impressionantes: foram três gols entre Bundesliga e Liga dos Campeões e seis assistências. Na Copa, proporcionalmente seus números foram maiores: dois gols e três assistências. Então, o que faz do alemão tão desejado?

O meio-campista é um jogador versátil. Atua em qualquer posição do meio-campo, mesmo como volante. Sua característica principal é o passe, normalmente sendo um dos líderes nesse quesito quanto está em campo. No Bayern, atua normalmente como meio-campista central, fazendo tanto a função de defender quanto de atacar. É um jogador que faz poucas faltas e tem média de passes altíssima: 75,5 por jogo na Bundesliga, 95,3 na Liga dos Campeões e 89,9 na Copa do Mundo. Em média, faz 9,3 lançamentos longos por jogo (contando Bundesliga, Liga dos Campeões e Copa do Mundo). Sua média de acerto de passe é 92,3%. Altíssimo, mesmo para os padrões de Bayern de Munique – a média de acerto de passe do time foi de 88%.

Considerando o esquema que o Real Madrid jogou na temporada passada, um 4-3-3 com o meio-campo formado por Xabi Alonso, Modric e Di María, o alemão pode entrar no lugar do argentino, que está acertando sua saída da Espanha, sem perder qualidade. Muda um pouco a característica, mas essencialmente Kroos sabe fazer a função. É menos objetivo que Di María e tem como armas a bola longa e o chute de longa distância, o que pode ampliar o repertório do time. A perda de Di María acaba sendo compensada.

Posicionamento médio de Kroos (camisa 18) contra a Argentina na final da Copa: ele pode fazer a função de Di María (Mapa: WhoScored)

Posicionamento médio de Kroos (camisa 18) contra a Argentina na final da Copa: ele pode fazer a função de Di María (Mapa: WhoScored)

Em termos de elenco, a chegada de Kroos também dá mais segurança para que o Real Madrid venda Khedira, como tem sido especulado. O jogador é alvo do Arsenal e poderia ser mais um a deixar o elenco. O time já tem Illarramendi para jogar como volante e, se precisar de mais um meio-campista, tem Isco, que é mais ofensivo, mas na temporada chegou a substituir Di María em outros jogos. Para uma opção mais defensiva, o time tem Casemiro, que o Real Madrid tem apostado, verdade seja dita, ele tem correspondido, apesar de pouco utilizado na temporada passada (como no jogo com o Dortmund, na Liga dos Campeões).

Kroos chega para ajudar a dar cadência a um time que tem o melhor contra-ataque do mundo. O presidente Florentino Pérez quer que o Real Madrid tenha um pouco mais de posse de bola e nada melhor do que ter um jogador aprimorado por Pep Guardiola. A Copa que ele faz o qualifica e dá moral para que ele chegue como titular. O preço que se especula por ele, porém, é de € 30 milhões, o que é muito alto, ainda que estejamos falando do Real Madrid. A etiqueta de preço será um peso que ele terá que carregar. E como é um jogador que aparece pouco, não é de muitos gols, será algo que ele terá que lidar. A pressão por resultados no Real Madrid é enorme. E Kroos entrará em um time que foi campeão europeu e com a pecha de campeão mundial. Pode esperar pressão mesmo.

VOCÊ PODE SE INTERESSAR TAMBÉM:

Uma versão artística para o resumo da Copa, porque nunca é demais relembrar a Copa

– Se não pode com eles… Chelsea fica mais forte com Diego Costa e Filipe Luís

– Escolha de técnico é teste para a autoridade de Marin e Del Nero