O Las Palmas tem uma das torcidas mais fieis entre os clubes pequenos da Espanha. Ela se acostumou a ver o time na elite. Nas 24 temporadas entre 1964 e 1988, os canários estiveram entre os grandes em 22. No entanto, o clube caiu e participou de apenas duas das últimas 28 edições do Campeonato Espanhol da primeira divisão. A secura é grande, e jogar por uma vitória simples em casa era a grande oportunidade.

LEIA TAMBÉM: Copa que nada! O jogo mais insano da semana salvou o Alavés da terceirona espanhola

O Córdoba não tem uma história de sucesso tão grande, mas ficou sete anos seguidos na elite na década de 1960. Desde então, chegou a cair para o quarto nível do futebol local. Alcançar a primeira divisão não é algo tão comum, e a oportunidade precisa ser agarrada com força, ainda mais se um empate com gols já é suficiente.

Era isso o que estava em jogo em Las Palmas x Córdoba, jogo de volta da final da repescagem da Segundona espanhola neste domingo. Os canários venciam por 1 a 0, que, somado ao 0 a 0 da partida de ida, na Andaluzia, dava a promoção ao time da casa. A torcida não se aguentou e começou a invadir o gramado um minuto antes do apito final.

O árbitro José María Sánchez Martínez interrompeu o jogo até que todos deixassem o gramado. Para ir rápido, o pessoal ficou em volta da pista de atletismo, enquanto mais gente descia das arquibancadas para se juntar à festa. O jogo recomeça aos 53 minutos do segundo tempo e…

Se o vídeo não abrir, clique aqui.

Sim, gol do Córdoba! Mais que isso, um gol polêmico. O lance foi legal, mas vai explicar o conceito de “impedimento passivo” e “o jogador adiantado não participa da jogada” para o torcedor do Las Palmas que está no gramado. Córdoba promovido, Las Palmas na Segundona mais um ano e trio de arbitragem sai voando para o vestiários.