Depois de desfalcar o Atlético de Madrid na volta das quartas de final da Liga dos Campeões contra o Barcelona, Diego Costa retornou a campo neste final de semana na vitória sobre o Getafe. O que começou como algo bom, já que significaria que o brasileiro iniciaria logo uma sequência de jogos para chegar em ótima forma para as semifinais contra o Chelsea, transformou-se, pelo menos por enquanto, em um pesadelo. Aos 39 do segundo tempo, o atacante deu carrinho na bola para fazer 2 a 0 e decretar o triunfo colchonero. No entanto, na sequência do lance, chocou-se gravemente com a trave, sangrando bastante e gritando mais ainda. Na reta final da temporada, está aí uma imagem que a torcida do Atleti não gostaria de ver.

Diego Costa deixou o Estádio Alfonso Pérez em uma ambulância. Ainda não há informações detalhadas, mas a apreensão, justificável, já toma conta dos Colchoneros. As imagens que se seguiram ao gol do atacante foram muito fortes. Um choque com a trave sempre é ruim de se ver, mas dificilmente acontece de a área que sofreu a pancada sangrar. O fato de que muito sangue escorria aumenta a preocupação com a gravidade do lance. Os gritos misturados de dor, agonia e talvez medo de Diego Costa terminam de construir o cenário de horror para o torcedor do Atleti, que hoje se permite sonhar com dois títulos que, na temporada passada, por exemplo, seriam inimagináveis.

A baixa de Diego Costa para os jogos decisivos de La Liga e da Champions seria a pior que os comandados de Diego Simeone poderiam ter. Sim, é verdade que, contra o Barcelona, o brasileiro não esteve lá, e a equipe foi muito bem, dominando os blaugranas. Ainda assim, não dá para relativizar a importância do atacante para o time. Além dos impressionantes números (33 gols em 43 jogos na temporada), Diego Costa é também um líder em campo. Um cara que está sempre brigando pelo time, provocando e desestabilizando os adversários. Em suma, passando na essência o espírito de seu treinador ao gramado. Perder uma peça como essa pode ser algo determinante em um momento em que detalhes decidirão quem levantará as taças.

Atualização, às 16h54: O Atlético de Madrid informou em sua conta oficial no Twitter que, por sorte, Diego Costa só teve a ferida aparente, nada além disso.

Choque com a trave não foi a única imagem que chamou a atenção

Antes das fortes imagens da lesão de Costa, outra imagem chamou atenção na partida, também envolvendo o brasileiro. Quando o jogo ainda estava 1 a 0 para o Atlético, Miranda sofreu pênalti, cuja cobrança ficou com o atacante. O jogador não bateu tão bem, e o goleiro Codina caiu para fazer a defesa e, no rebote, evitar o gol também de Raúl García. Foi só depois, observando a repercussão no Twitter, que descobrimos por que Diego Costa perdeu o penal. Não precisamos sequer descrever, apenas pedimos que você observe a imagem abaixo. Definitivamente, não foi um dia de boas imagens para o atacante colchonero.

Diego Costa pênalti