Em setembro de 2013, notícia inesperada veio da Malásia: o presidente do Johor Darul Takzim, Tunk Ismail Ibrahim, príncipe da província de Johor, anunciou que havia assegurado o futebol do meia-atacante argentino Pablo Aimar, de 34 anos. O plano do presidente era contratar estrelas internacionais, ainda mais após ter perdido o espanhol Daniel Güiza, que foi para o Getafe.

>>>> O que Aimar (sim, aquele) foi fazer no futebol da Malásia

O contrato firmado com Aimar era de dois anos, prorrogáveis por mais três temporadas, com R$ 4,9 milhões nos bolsos do argentino por cada uma dela. Seria o atleta estrangeiro mais bem pago em toda a história do futebol da Malásia. Ninguém entendeu a aposta do Johor Darul Takzim, já que Aimar não vinha bem fisicamente, mas de fato a notícia se espalhou pelo mundo. E o tempo mostrou que havia motivos para essa desconfiança.

Nos tradicionais jogos de pré-temporada, Aimar mostrou serviço e foi às redes em duas oportunidades: na goleada de 7 a 1 sobre o Tampines Rovers (Cingapura) e na vitória diante do Melaka United (Malásia), por 4 a 1. O Campeonato Malaio começou em 18 de janeiro e seis dias depois, na terceira partida, Aimar marcou um golaço de falta no empate contra o Lions XII, time de Cingapura que joga na liga da Malásia. Foi a estreia dele na competição.

O argentino ainda deu assistência para o gol do compatriota Luciano Figueroa, outra das estrelas internacionais do Johor Darul Takzim – atuou por Villarreal, Boca Juniors, River Plate e estava no Panathinaikos antes de ir para a Ásia. No jogo seguinte, mais um gol de Pablo Aimar, o que não impediu derrota para o Pahang por 3 a 2.

O argentino era o principal nome do time e por isso estava sobrecarregado dentro de campo, com múltiplas funções, incluindo marcar. Em razão da idade avançada e do histórico de lesões, Aimar não aguentou a sequência de jogos, em um calor de 32ºC e sofreu contusão no tendão de Aquiles, o que já havia acontecido na época do Benfica.

Com apenas duas partidas oficiais disputadas, Aimar foi para o departamento médico e o Johor Darul Takzim esperou a recuperação do jogador por seis rodadas. No início de abril, a tendência era que o contrato fosse rescindido: “Vamos acompanhar sua condição física e dar a Aimar uma semana para mostrar algum progresso. Há possibilidade de terminar seu contrato, mas por enquanto Aimar continua no clube, já que tem cinco anos de contrato conosco”, disse uma fonte do clube à imprensa local.

>>>> Pablo Aimar fez seu primeiro gol na Malásia, e já foi um golaço

O fim oficial da passagem de Pablo Aimar na Malásia se deu em 21 de abril: “Ele não se recuperou completamente da lesão e não pode contribuir 100% nos jogos”, disse Tunku Ismail Ibrahim. A decisão foi tomada em conjunto com o técnico espanhol César Jímenez, que mais tarde também seria demitido.

A estadia de Aimar na Malásia terminou de forma melancólica. Fica difícil acreditar que algum outro time vai demonstrar interesse nos serviços do jogador, que ganhou o apelido de Mago, no começo da carreira. A magia se foi há muitos anos, afinal, a idade chega até para os mágicos e não há feitiço que seja capaz de evitar a passagem do tempo.

Informações

- Aimar não é mais jogador do Johor Darul Takzim, mas a temporada na Malásia continua. O ex-time do argentino ocupa a terceira posição, com 25 pontos em 14 rodadas (7v, 4e, 3d), a três do líder Pahang – faltam oito rodadas para o fim. Por enquanto, o Johor assegura vaga na ASEN Super League, torneio que vai começar em 2015 e reúne times do sudeste asiático. O novo técnico da equipe é o croata Bojan Hodak, 43 anos, que é interino.

- Além de Aimar, o zagueiro cingapuriano Baihakki Khaizan também deixou a equipe, que já completou as três vagas de estrangeiros e uma adicional de jogador asiático. O Johor Darul Takzim tentará o título com Luciano Figueroa, Jorge Pereyra Diáz, ambos argentinos, o cingapuriano Harris Harun e um brasileiro: Marcos Antônio Santos, 30 anos, que começou na base do Corinthians Alagoano, mas se profissionalizou no Porto. O zagueiro já defendeu Auxerre, PAOK, Belenenses, Rapid Bucharesti e estava no Nürnberg.

- Pablo Aimar apareceu na Copa do Mundo sub-20 1997, disputada na Malásia. Ainda com 17 anos e atleta do River Plate, Aimar marcou um gol e ajudou a Argentina a levar o título, numa final diante do Uruguai. Seu último jogo na seleção foi em 10 de outubro de 2009, contra o Peru, pelas Eliminatórias para a Copa da África do Sul.

Você também pode se interessar por:

>>>> Sem Del Piero e Harry Kewell, Austrália precisará de novos atrativos

>>>> Liga dos Campeões da Ásia 2014 tem decepção chinesa e algumas surpresas

>>>> O Naft Tehran desafia a hegemonia dos gigantes da capital iraniana

 >>>> LC da Oceania começa semana que vem e… Surpresa! Tem brasileiro