A maioria dos grandes não tinha muito o que fazer nessa rodada. Não se enfrentaram. As classificações às oitavas de final estavam encaminhadas. Quase garantidas. Por isso, exceto pelos confrontos entre Anderlecht e Benfica e Juventus e Kobehavn, os outros seis jogos da Liga dos Campeões desta quarta-feira aconteceram em um clima de fim de churrasco. Faltou apenas o tiozão barrigudo na banheira segurando a lata de cerveja.

Se a rodada pecou em competitividade, sobrou em gols. Foram 36. Foi o segundo dia com mais bolas na rede na história da Liga dos Campeões. Perde apenas para 1º de outubro de 1997, que teve quatro jogos e oito gols a mais que esta quarta-feira.

Além de pródiga em goleadas, a rodada classificou três equipes para as oitavas de final. Nenhuma surpresa. Paris Saint Germain e Real Madrid estão garantidos na primeira posição. O Manchester United também avançou, mas ainda pode ser alcançado pelo Shakhtar Donetsk, que fez 4 a 0 na Real Sociedad, só com gols de brasileiros, para variar.

Grupo A: O Manchester United reencontra o seu dono
Rooney reencontrou a alegria e voltou a ser importante para o United (Foto: AP)

Rooney reencontrou a alegria e voltou a ser importante para o United (Foto: AP)

Dos cinco gols que o time marcou, Rooney não fez nenhum, mas participou de quatro na goleada por 5 a 0 sobre o Bayer Leverkusen. Apenas o último, com passe de Ryan Giggs para Nani, não teve o dedo do camisa 10, que estava triste no fim da Era Alex Ferguson e chegou a querer sair do Manchester United. Parece que recuperou a felicidade com David Moyes e voltou a ser o dono da equipe. Ele deu um belíssimo passe para o gol de Antonio Valencia, cobrou a falta que Emir Spahic mandou para as próprias redes, bateu o escanteio que Chris Smalling completou e chutou a bola que, no rebote, Johnny Evans conferiu. Embora sem muitos resultados para comemorar no Campeonato Inglês, o United, invicto, recebe o Shakhtar Donetsk na última rodada, em Old Trafford, para tentar se manter em primeiro lugar. Basta empatar.

Em casa, o Donetsk goleou a Real Sociedad por 4 a 0, só com gols de brasileiros. Luis Adriano, Alex Teixeira e Douglas Costa, duas vezes. Uma delas, com passe de Taison, que nessa rodada foi melhor que Lionel Messi. Todas as assistências também saíram de pés que sambam. Essa espécie de filial da seleção brasileira tem apenas um ponto a mais que o Bayer Leverkusen, mas fecha sua participação na fase de grupos contra o United, fora de casa. O Leverkusen, apesar da pancada que levou dos ingleses, ainda tem tudo para se classificar.

Grupo B: Calma, senhora, foi só um susto
Vidal salvou a Juventus contra o Kobenhavn (Foto: AP)

Vidal salvou a Juventus contra o Kobenhavn (Foto: AP)

Olha, houve um momento em que a Juventus deve ter ficado meio assustada. A vitória sobre o Kobenhavn era essencial para a classificação e até os 15 minutos do segundo tempo, a partida estava empatada. No fim, foi só um susto. Arturo Vidal, que fez os dois primeiros de pênalti, marcou também o terceiro, e o time italiano venceu os dinamarqueses por 3 a 1. Agora, tem dois pontos a mais que o rival desta quarta-feira e que o Galatasaray, adversário da última rodada. Basta empatar.

Falando nisso, dava para o Galatasaray complicar um pouco mais o jogo contra o Real Madrid, não dava? Os espanhóis não tiveram Cristiano Ronaldo, artilheiro do torneio. Sergio Ramos foi expulso aos 24 minutos do primeiro tempo. E o Madrid goleou por 4 a 1, mesmo assim. Para contribuir com a humilhação, até Álvaro Arbeloa jogou bem. Líder do Grupo B e classificado com folgas para as oitavas de final. Em busca da décima taça.

Grupo C: O jogo da rodada e mais um classificado
Cavani fez o gol da vitória do classificado Paris Saint Germain (Foto: AP)

Cavani fez o gol da vitória do classificado Paris Saint Germain (Foto: AP)

Quase ao mesmo tempo, Edinson Cavani marcou o gol da vitória por 2 a 1 para o Paris Saint Germain e Rodrigo fez para o Benfica. Tudo isso no último suspiro da quinta rodada do Grupo C. Os empates com Olympiakos e Anderlecht, respectivamente, estavam classificando os gregos às oitavas de final e eliminando os portugueses.

O Benfica acabou vencendo os belgas por 3 a 2 e respira, mas a situação ainda não está muito fácil. Tem os mesmos sete pontos do Olympiakos, mas recebe os franceses, já classificados, no jogo que fecha a chave. Jorge Jesus, técnico dos Encarnados, clama que Laurent Blanc utilize reservas, ou ao menos um bom mistão. Os gregos ainda têm que tropeçar no Anderlecht, que tem apenas um ponto em cinco jogos. Vão precisar se esforçar para isso.

Grupo D: Pode fechar a conta, por favor
Nem a torcida do City se empolgou com o jogo e o Etihad Stadium não lotou (Foto: AP)

Nem a torcida do City se empolgou com o jogo e o Etihad Stadium não lotou (Foto: AP)

Não fosse pelo recorde do Bayern de Munique, o grupo D poderia ter tirado uma folga. Afinal, os classificados já estavam definidos e o CSKA vai ser o terceiro do grupo, a não ser que perca do Viktoria Plzen, na República Tcheca. E, se isso acontecer, bem que merece ficar de fora até da Liga Europa.

Na Rússia, na neve, na boa, o Bayern de Munique fez 3 a 1 no CSKA Moscou. No Etihad Stadium, houve um pouco mais de emoção, e a partida entre Manchester City e Plzen chegou a ficar 2 a 2, mas Álvaro Negredo e Edin Dzeko fizeram os gols da vitória. Neste grupo, pode pedir a conta, pagar no débito e ir embora. O bar fechou.