A Liga Espanhola de Futebol (LFP) decidiu solicitar à Federação Espanhola de Futebol (RFEF) que cancele o registro de Lionel Messi. Segundo a liga, a presença do argentino no elenco do Barcelona poderia romper o princípio de igualdade entre os clubes.

Segundo Carlos del Campo, secretário geral da LFP, a entidade estaria disposta a recorrer até o Conselho Superior de Esportes no caso da Federação Espanhola não atender a solicitação. Segundo o secretário, há um “conflito de competências” entre as duas entidades – a LFP organiza o Campeonato Espanhol, mas é a RFEF que cuida dos registros dos atletas.

A confusão em torno do registro de Messi começou em 1º de outubro, quando o argentino estreou no campeonato, após conseguir a nacionalidade espanhola. Como o jogador havia sido inscrito como juvenil, a troca de nacionalidade anularia o registro, fazendo necessária a inscrição como profissional. No entanto, a RFEF considerou regular a situação do argentino, argumentando que o registro de juvenil ainda era válido, por ter sido feito antes de Messi ter conseguido o passaporte espanhol.