Riyad Mahrez é uma das estrelas da Premier League desde o título do Leicester, na temporada 2015/16, quando foi eleito o melhor jogador do campeonato. Desde então, porém, sua saída do clube se tornou uma novela. E o mais recente episódio teve uma transferência frustrada para o Manchester City. E Mahrez não apareceu mais para treinar. O ex-jogador e atual técnico da Argélia, disse que o jogador merece mais, porém deveria voltar a treinar.

LEIA TAMBÉM: O calcanhar que fez do Porto campeão europeu: 30 anos da atuação mágica de Madjer

Mahrez era um ilustre desconhecido quando o Leicester decidiu pagar € 500 mil ao Le Havre, time da segunda divisão francesa. O argelino foi para o Leicester em janeiro de 2014 e se tornou um titular do time. Depois de alcançar o estrelato, o jogador, agora com 26 anos, quer deixar o Leicester. Pela segunda vez, ele entregou um pedido formal de transferência – algo comum no Reino Unido. E pela segunda vez, o seu pedido não foi atendido.

No último dia da janela de transferências, no dia 31 de janeiro, a Sky Sports relata que o Manchester City ofereceu mais de € 73 milhões pelo jogador. O Leicester não aceitou e pediu mais. Os Citizens desistiram. O relato da Sky Sports é que as pessoas próximas descrevem que o jogador está “depressivo” com a recusa do Leicester. E não foi treinar nos dois dias seguintes, o que o manteve fora do time no fim de semana.

“Mahrez atualmente merece mais que o Leicester. Mas não podemos esquecer que foi o Leicester que o colocou no caminho certo”, afirmou o atual treinador da Argélia e ex-jogador. “Eu acho que uma conversa séria com a diretoria é necessária. Ele quer ir para um clube maior na liga inglesa. Eu não sei o que realmente aconteceu na transferência dele”, afirmou ainda Madjer. “Eu o aconselho a voltar aos treinamentos e trabalhar duro, mesmo que a transferência não tenha sido resolvida”.

Depois de continuar no clube depois de fechada a janela de transferências do início da temporada, em 31 de agosto, o jogador também ficou decepcionado. A diferença, porém, é que ele continuou trabalhando, jogando bem e sendo destaque do time. Desta vez, a situação parece bem mais grave. Pelo bem de todos, será preciso que clube e jogador entrem em acordo. Pelo bem de todos. Afinal, se Mahrez não conseguir jogar, e jogar bem, a transferência no meio do ano não acontecerá, ou não será nos melhores termos. Nem para os melhores clubes. E aí sim, Mahrez terá do que se arrepender.