A obsessão do Real Madrid por La Décima era enorme. Desde o último título do clube na Liga dos Campeões, em 2002, foram gastos € 1,03 bilhões em contratações. Por isso mesmo, o dinheiro gasto para agradar seus vencedores pareceu mero trocado. O prêmio individual para cada jogador chegou a € 600 mil, um total de € 18 milhões com todo o elenco. Soma-se a isso os bicho à comissão técnica e aos funcionários do clube e o pagamento de cláusulas de contrato que previam mais dinheiro a equipes que venderam jogadores ao Real, e o “preço” pela vitória na decisão da Champions chega a incríveis € 32 milhões. Quase 90% dos € 36 milhões rendidos com a campanha do título, contando as premiações por vitória e por cada fase ultrapassada – mas sem incluir os € 20 milhões faturados com direitos de televisão.

>>> Qual o efeito da final da Champions no Twitter? Fizeram um mapa fantástico para mostrar

Neste último quesito, só o Tottenham faturou € 14,4 milhões. Segundo o jornal britânico The Times, no contrato de Luka Modric com o Real, que deixou os Spurs ao final da temporada 2011/12, estava previsto o pagamento de € 6,6 milhões em caso de título da Liga dos Campeões. Já o AS, da Espanha, garante que no de Bale, que já era o jogador mais caro da história, a mesma cláusula previa o pagamento de € 7,8 milhões. Não há informações sobre outros atletas cujos contratos incluem esse bônus a seus times anteriores.

Olhando separadamente o valor, assusta ver o tamanho da quantia separada apenas para compensações pela conquista. Só que quando colocamos em perspectiva a riqueza do Real Madrid (segundo clube mais valioso e dono das maiores receitas do mundo), o simbolismo de se chegar a dez títulos no principal torneio de clubes europeu e os efeitos comerciais de tudo isso, a verdade é que é um preço pequeno a se pagar.

Leia mais sobre a conquista do Real Madrid:
- Ancelotti foi de “retranqueiro” a maior vencedor da Liga dos Campeões
- Contra um time que era puro coração, o Real também teve que mostrar o seu
- La Décima finalmente chegou, e quem vai dizer que todo aquele dinheiro não valeu a pena?


6 respostas para “Quase todo o prêmio pelo título do Real virou bônus – até o Tottenham faturou”

  1. Ruben Soares disse:

    O Benfica também recebeu um milhão de euros pela cláusula que di Maria tinha no contrato por o real Madrid ter ganho a liga dos campeões

  2. Alessandro Galvão disse:

    O único problema do Real Madrid era corresponder em campo o dinheiro que tem fora dele. Não falta dinheiro ao clube de Florentino Perez e sim títulos da Champions. Nesses 12 anos técnicos como Capello, Schuster e Mourinho foram campeões da liga mas não ganharam a Champions e foram para a rua. Ganhar a Champions é o verdadeiro campeonato do clube branco. Para se ter uma ideia de quanto rola de grana, para um sócio candidatar-se precisa apresentar garantias bancárias (não precisa gastar ou pagar ao clube) no valor de €50 milhões, equivalente a 10% do orçamento anual do clube.

    • Luiz Souza disse:

      Pra mim a melhor decisão do Florentino na temporada foi contratar o Ancellotti, Bale e manter Di Maria.

      Por incrível que pareça, nas duas finais Bale meteu gol.
      Contra o Barça na Copa do Rei e na Final da Liga.
      Alguém pode falar, “foi muito dinheiro gasto !!”

      Não importa, a La Décima bota o Real em outro patamar, onde o Florentino e a torcida do Real sempre desejou.

      • Alessandro Galvão disse:

        Concordo contigo. Bale era uma aposta menos arriscada que Neymar, não querendo fazer juízo de valor entre um e outro, mas era muita grana. Manter Di Maria foi fundamental, embora fosse o candidato mais plausível para ceder o lugar ao galês. E Ancelotti é “macaco velho” nessas andanças. Fez parte de times míticos da Juve e principalmente do Milan, deu duas Champions aos rossoneri, conseguiu igualar Mourinho no Chelsea (o português não ganhou nada fora da Inglaterra), conseguiu transformar os milhões de euros do PSG e do Madrid em títulos. O cara é muito fera.

Deixe uma resposta